Brasília Amapá |
Manaus

Prefeitura de Barreirinha despreza infraestrutura e saúde para investir milhões em eventos

Compartilhe

Amazonas – A população de Barreirinha, localizada a 330 quilômetros de Manaus, tem expressado indignação diante de uma decisão questionável por parte do prefeito Glenio José Marques Seixas (MDB).

Em um contexto de graves problemas de infraestrutura e saúde, a administração municipal optou por gastar uma quantia exorbitante de recursos na locação de estruturas para eventos.

O contrato no valor de R$ 2.945.940,00 (dois milhões, novecentos e quarenta e cinco mil, novecentos e quarenta reais) foi concedido à empresa R. de A. Pessoa, com o CNPJ de nº 04.921.081/0001-13.

Essa escolha, divulgada no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas, tem gerado questionamentos sobre a adequação das prioridades da prefeitura e a utilização responsável dos recursos públicos.

De acordo com informações de moradores, Barreirinha enfrenta uma séria crise de infraestrutura. As ruas estão cheias de buracos, faltam sistemas de saneamento básico adequados e há problemas no fornecimento de água para a população.

Diante desse cenário, é inexplicável que a prefeitura decida investir uma quantia tão significativa em eventos, em vez de destinar esses recursos para resolver problemas estruturais que afetam diretamente a qualidade de vida dos cidadãos.

Essa falta de priorização das necessidades básicas demonstra uma desconexão entre a prefeitura e as demandas da população.

A decisão do prefeito de Barreirinha, Glenio José Marques Seixas (MDB), de gastar uma quantia exorbitante em eventos, em meio a problemas urgentes de infraestrutura e saúde, tem gerado indignação na população.

A falta de priorização das necessidades básicas da comunidade demonstra uma desconexão preocupante entre os governantes e os problemas reais enfrentados pelos cidadãos.

É imprescindível que a prefeitura reveja suas prioridades e atue de forma coerente com as necessidades da população, buscando soluções concretas para os problemas que afetam diretamente a vida dos cidadãos.

Veja documento 


Siga-nos no Google News Portal CM7