Manaus 32º
quarta-feira - 23 de novembro de 2022

MP-AM investiga gestão do prefeito Jair Souto após Colégio Indígena de Manaquiri ficar 21 anos sem reformas

Compartilhe
MP-AM investiga gestão do prefeito Jair Souto após Colégio Indígena de Manaquiri ficar 21 anos sem reformas

Manaus – O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) instalou investigação sobre o descaso com a Escola Municipal Indígena Sagrado Coração de Jesus, que fica localizada na zona rural do município de Manaquiri, distante 156 quilômetros de Manaus.

Segundo a denúncia, divulgada no Diário Oficial do MP-AM da última segunda-feira (21), a escola ligada à Secretaria de Educação do prefeito Jair Souto (MDB), não recebe reformas há pelo menos 21 anos. Lembrando que o atual prefeito de Manaquiri já está no quarto mandato, e até agora nada foi feito naquela escola.

O fato foi relatado ao órgão, por meio de uma denúncia, e a informação pode ser conferida no Diário Oficial do MP-AM dessa segunda-feira (21).

O documento é assinado pelo promotor de Justiça Flávio Mota Morais Silveira, e determina que a Secretaria de Educação de Manaquiri se manifeste sobre os fatos no prazo de 15 dias.

Ainda em outro trecho do documento, o MP afirma que é dever do órgão instaurar inquéritos civis e outras medidas e procedimentos administrativos para a proteção, prevenção e reparação de danos causados ao patrimônio público e social, bem como coletivos e individuais.

Veja documento:



Vitória Supermercados