Brasília Amapá |
Manaus

‘A casa caiu’: blogueiros envolvidos com prefeito Anderson entram na mira do MP e da Polícia Federal

Compartilhe
'A casa caiu': blogueiros envolvidos com prefeito Anderson entram na mira do MP e da Polícia Federal

Amazonas – O cenário político na cidade de Rio Preto da Eva, no Amazonas, vive momentos de agitação e tensão, à medida que as investigações relacionadas ao prefeito Anderson Sousa se aprofundam. Além da cúpula política que o rodeia, as atenções agora se voltam para a equipe de comunicação e blogueiros responsáveis por sua publicidade.

As investigações conduzidas pelo Ministério Público e pela Polícia Federal não se limitam apenas aos desvios de recursos na área da Saúde deflagradas pela “Operação Emergência 192”, na manhã desta quinta-feira (28). Recentemente, a equipe de comunicação de Anderson Sousa entrou na mira do MP, sendo acusada de acobertamento de crimes previdenciários relacionados ao RIOPREV, o instituto previdenciário de Rio Preto da Eva, que teve mais de 17 milhões de reais desviados dos cofres do município.

Antes de tentar conter as suspeitas sobre desvio de recursos através do anúncio de contingenciamento de gastos, o prefeito e sua cúpula surpreenderam a cidade com uma série de festas e eventos luxuosos. As festanças e até viagens de luxo, em meio às acusações de desvios de verbas públicas, geraram indignação entre os moradores da cidade.

O que chamou ainda mais atenção foi a defesa fervorosa dessas gastanças por parte de blogueiros e assessores do prefeito, que demonstraram apoio incondicional às celebrações extravagantes. Eles não apenas justificaram os gastos como também tentaram intimidar veículos de imprensa que estavam denunciando essas práticas questionáveis.

Agora, as investigações também apuram esquema de lavagem milionária de dinheiro público justamente para estes blogueiros. Segundo informações reveladas, os recursos públicos estariam sendo direcionados para a transmissão de lives de ações, eventos e shows promovidos pela Prefeitura. Além disso, as autoridades investigam casos de superfaturamento em licitações e ‘cruzetas’ com empresas ligadas a estes influeciadores e blogueiros.

A suspeita de lavagem de dinheiro no âmbito da comunicação do prefeito Anderson Sousa tem sido motivo de polêmica na cidade, uma vez que também se interliga com cúpula de amigos e pessoas de maior intimidade ao chefe do executivo de Rio Preto da Eva, que sempre foram seus “cães de briga” e o defenderam com unhas e dentes. Será que se manterão fiéis agora que a “casa está caindo”?


Siga-nos no Google News Portal CM7