Manaus 32º
sábado - 16 de outubro de 2021

Alcolumbre, Omar Aziz e Simone Tebet; saiba quem mais pode deixar o Senado em 2023

Compartilhe

Brasil – Nas eleições de 2022, cada Estado brasileiro indicará um novo representante para a Casa legislativa ou irá reeleger alguém que já ocupa o cargo atualmente.

A disputa nas eleições de 2022 pode renovar um terço do Senado brasileiro, com um dos 26 Estados definindo um novo representante, ou reelegendo quem já ocupa o lugar para um novo mandado que começa em 2023.

Acontece que com a nova eleição, muitos senadores famosos podem perder o cargo, como o ex-presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que é alvo de reclamações e de uma campanha na internet pela demora para marcar a sabatina de André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro, ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Essa sabatina em questão, de André Mendonça, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, onde Davi Alcolumbre é presidente, é um passo mais que necessário para que ele assuma a vaga deixada por Marcos Aurélio Mello em julho deste ano.

Outros nomes de senadores muito conhecidos são, Omar Aziz (PSD-AM), que ocupa um dos três lugares de senadores do Amazonas, atual presidente da CPI da Covid-19; Simone Tebet (MDB-MS), parlamentar destaque na CPI; Fernando Collor (PROS-AL), ex-presidente, e José Serra (PSDB-SP), ex-governador paulista e duas vezes candidato presidencial derrotado. No total, são 27 senadores.

Confira a lista de senadores cujo mandato terminam em 2022:

  • Mailza Gomes (PP-AC);
  • Fernando Collor (PROS-AL);
  • Omar Aziz (PSD-AM);
  • Davi Alcolumbre (DEM-AP);
  • Otto Alencar (PSDB-BA);
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE);
  • José Reguffe (Podemos-DF);
  • Rose de Freitas (MDB-ES);
  • Luiz do Carmo (MDB-GO);
  • Roberto Rocha (PSDB-MA);
  • Antonio Anastasia (PSDB-MG);
  • Simone Tebet (MDB-MS);
  • Wellington Fagundes (PL-MT);
  • Paulo Rocha (PT-PA);
  • Nilda Gondim (MDB-PB);
  • Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE);
  • Elmano Férrer (PP-PI);
  • Álvaro Dias (Podemos-PR);
  • Romário (PL-RJ);
  • Jean Paul Prates (PT-RN);
  • Acir Gurgacz (PDT-RO);
  • Telmário Mota (PROS-RR);
  • Lasier Martins (Podemos-RS);
  • Dário Berger (MDB-SC);
  • Maria do Carmo Alves (DEM-SE);
  • José Serra (PSDB-SP);
  • Kátia Abreu (PP-TO)

Vitória Supermercados