Brasília Amapá |
Manaus

Polícia Militar prende 64 pessoas por invasão de terra e queimadas ilegais na Zona Leste

Compartilhe

Manaus – A Polícia Militar do Amazonas (PMAM), por meio de ação integrada das 4ª, 9 e 30ª Companhias Interativas Comunitárias (Cicoms) do Batalhão Leste, prendeu 51 pessoas na avenida Flamboyant, Distrito Industrial, zona leste de Manaus, por invasão de terra e crimes ambientais. A ação, realizada no âmbito da força-tarefa do Governo do Amazonas para combater queimadas e desmatamento ilegais, ocorreu na manhã deste domingo (15/10).*

O comandante do Batalhão Leste, tenente-coronel Márcio Leite, informou que as equipes atuaram a partir de denúncias informando que um grupo de pessoas estaria invadindo uma propriedade particular para provocar incêndios criminosos.

“Os detidos estavam dentro do terreno desmatando, e já nos preparativos para colocar fogo na vegetação. Em uma ação rápida do Batalhão Leste, com o apoio do Batalhão de Trânsito, tivemos êxito na prisão desses infratores e na apreensão de diversos materiais utilizados para esse tipo de crime”, disse o tenente-coronel.

Durante a ocorrência, as equipes policiais se depararam com focos de incêndio na área verde, o que configurou o flagrante das ações criminosas ambientais. Com os detidos, foram apreendidos 10 terçados e um serrote, usados para o desmatamento ilegal.

De acordo com o comandante-geral da PMAM, coronel Klinger Paiva, as operações policiais estão sendo intensificadas para combater as irregularidades ambientais em Manaus e na Região Metropolitana. “A determinação do governador Wilson Lima que a PMAM está seguindo é punir, com o rigor que estabelece a lei, todos aqueles que cometerem infrações contra o meio ambiente. Nossas equipes estão empenhadas, em diversas frentes de atuação, para coibir o registro de crimes dessa natureza”, afirmou o coronel Klinger.

Os suspeitos encontrados na área de invasão no Distrito Industrial foram conduzidos para o 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Segundo a delegada de Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), Patrícia Santos, eles irão responder pelos crimes ambientais e de esbulho possessório, que é a ação de tomar posse de um bem de forma ilegal.

Siga-nos no Google News Portal CM7