Brasília Amapá |
Manaus

Prefeitura de Manaus treina profissionais para atendimento às vítimas de violência sexual

Compartilhe
Prefeitura de Manaus treina profissionais para atendimento às vítimas de violência sexual

Manaus – Dando início à programação em alusão ao 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, o Serviço de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (Savvis), da Prefeitura de Manaus, que funciona na Maternidade Doutor Moura Tapajóz (MMT), vinculada à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou, na quarta-feira, 10/5, uma série de treinamentos com médicos e enfermeiros da unidade.

Esta primeira capacitação teve como tema “Aspectos Clínicos do Atendimento às Vítimas de Violência Sexual” e como facilitadoras a médica ginecologista Zélia Campos e a pediatra Lorena Holanda.

A enfermeira obstetra e diretora da MMT, Núbia Pereira da Cruz, explica que o objetivo é garantir que os profissionais da unidade estejam qualificados e aptos para atender as vítimas de violência sexual com respeito e dignidade.

“Este ano, chegamos ao 23º ano de mobilização do dia 18 de maio, e o crescente número de casos de violência sexual mostra que precisamos mais do que nunca nos mobilizar, sensibilizar a sociedade, informar e convocar todos a participar da defesa dos direitos de crianças e adolescentes”, disse a diretora.

Registros

Estudo recente publicado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revelou que o número estimado de casos de estupro no país por ano é de 822 mil, o equivalente a dois por minuto. Desses, apenas 8,5% chegam ao conhecimento da polícia e 4,2% são identificados pelo sistema de saúde. E, de acordo com o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), a maior quantidade de casos de estupro ocorre entre jovens, com o pico de idade aos 13 anos. Os principais agressores são parceiros e ex-parceiros, familiares, amigos/conhecidos e, em último lugar, os desconhecidos.

Durante o treinamento, a médica e coordenadora do Savvis, Zélia Campos, informou que 89% dos casos registrados pelo serviço da Moura Tapajóz têm como vítimas crianças e adolescentes de 0 a 19 anos.

“Lutamos para garantir que toda criança e adolescente tenha o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livre do abuso e da exploração sexual. É necessário seguir alertando a população para situações que, para alguns, seriam inimagináveis, como, por exemplo, o fato de que, a maior parte dos casos de violência sexual acontece dentro da própria casa e que em praticamente 98% dos casos o agressor é um familiar”, destacou a médica.

“Todos precisamos saber como identificar as situações de abuso, saber o que fazer quando as identificamos, assim como também tudo o que não deve ser feito”, concluiu Zélia Campos.

No dia 18 de maio, o Savvis da Maternidade Doutor Moura Tapajóz vai realizar, às 9h30, um ato simbólico na sede da unidade de compromisso com a campanha “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes.”.

A campanha tem como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a necessidade de cuidado e proteção para um desenvolvimento saudável. O slogan “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes” quer chamar a sociedade para assumir a responsabilidade na proteção de crianças e adolescentes das diversas violências sexuais.

18 de maio

O ano de 2023 marca o 23º de mobilização do 18 de maio – “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00. Este ano também é o marco dos 50 anos do assassinato da menina Araceli Crespo.

Em 1973, aos 8 anos de idade, Araceli foi raptada, drogada, estuprada, morta e carbonizada, no Espírito Santo. O corpo foi deixado desfigurado e em avançado estado de decomposição próximo a uma mata, em Vitória, dias depois de desaparecer. Em 2000, o dia do desaparecimento de Araceli passou a marcar um lembrete para que a sociedade se atente à violência contra as crianças, sendo instituído como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

“É fundamental a ampla adesão da sociedade, de municípios, redes estaduais, organizações não governamentais e setor privado na mobilização em torno do dia 18 de maio, divulgando o símbolo da campanha e a chamada ‘Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes'”, ressaltou Zélia Campos.

Savvis

A rede de serviços do Savvis, da Prefeitura de Manaus, funciona na Maternidade Doutor Moura Tapajóz, na avenida Brasil, 1.335, Compensa, zona Oeste, e atende casos agudos e crônicos de violência sexual em regime de plantão, 24h por dia, sete dias por semana.

O serviço é formado por uma equipe multiprofissional (médico, enfermeiro, psicólogo e assistente social) especialmente preparada para o atendimento prioritário e reservado, inclusive com leitos específicos em enfermaria em casos que se mostrem necessária a internação. A orientação é de que o atendimento para casos agudos ocorra em até 72 horas do fato ocorrido. O serviço, no entanto, também acolhe vítimas que estejam fora desse período.


Siga-nos no Google News Portal CM7