Manaus 32º
quinta-feira - 8 de setembro de 2022

Caso Flávio: mãe e familiares do engenheiro continuam protestando por Justiça; veja vídeo

Compartilhe
Caso Flávio: mãe e familiares do engenheiro continuam protestando por Justiça; veja vídeo

Manaus – Faltando três semanas para completar três anos do assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues, familiares e amigos continuam protestando por Justiça mesmo após tentativa de terem suas redes sociais censuradas por iniciativa de Arthur Virgílio. Nesta quinta-feira (8), a mãe do Engenheiro, dona Maria Irecê, com 82 anos, mesmo com a saúde e emocional debilitados, ainda clama por Justiça.

“Eu quero Justiça, Justiça! Estou sofrendo aqui pela falta do meu filho, que era o único filho homem que eu tinha”, desabafa dona Maria Irecê. Outros familiares, como a sobrinha Glaucia Rodrigues e amigo de infância do Engenheiro Flávio, Marcondes, também clamaram por justiça.

Caso

O crime aconteceu no dia 29 de setembro de 2019, durante uma festa na residência de Alejandro Valeiko, enteado de Arthur Neto, que na época era prefeito de Manaus e atualmente candidato ao Senado.

Além de ter que conviver com a dor da perda, a família da vítima ainda tem de lidar com Arthur Neto usando o caso para tentar comover a população e assim ganhar votos para a vaga que disputa no Senado.

Na época do crime, Arthur era prefeito de Manaus e supostamente teria abafado muitas evidências com o poder que tinha. O principal suspeito do assassinato é seu enteado, Alejandro Valeiko, filho de sua esposa Elizabeth Valeiko, a quem supostamente teria provado seu amor livrando o filho da cadeia.

O crime aconteceu durante uma festa na casa de Alejandro. O corpo de Flávio só foi encontrado no dia seguinte, em um terreno no bairro Tarumã, Zona Oeste, próximo ao condomínio onde a festa aconteceu.

Leia também: Caso Flávio: familiares relembram que corpo do engenheiro foi desovado por funcionários de Arthur Virgílio; veja vídeos

Chico Preto confronta Arthur durante debate: “usou a estrutura da prefeitura para esconder o crime do enteado!”; veja vídeo

Vitória Supermercados