Manaus 27º
terça-feira - 8 de fevereiro de 2022

Saiba quanto que cada senador do Amazonas gastou em 2021

Compartilhe

Amazonas – Segundo levantamento do Ranking dos Políticos, o custo mensal com assessores do Senado é de mais de R$ 32 milhões. O estudo foi feito baseado na folha de pagamento que corresponde à soma dos benefícios de 3.017 servidores  efetivos e comissionados, lotados nos gabinetes dos 81 senadores em Brasília e nos escritórios de seus respectivos estados. Todas as informações são públicas e disponíveis no Senado Federal.

Os cargos são variados: chefe de gabinete, subchefe de gabinete, assessor parlamentar, assistente parlamentar, assessor legislativo, assistente técnico e assessoramento legislativo, ajudante parlamentar e motorista.

Mas quando se trata de gastos da Cota do Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP), os números no senado federal também impressionam, os senadores gastaram em 2021, o equivalente a R$ 23,5 milhões, o valor é 14,9% maior do que os R$ 20,4 milhões usados pelos parlamentares em 2020.

O Portal e TV CM7 Brasil, fez um levantamento dos gastos dos três senadores do Amazonas em 2021, com base nos dados do Portal da Transparência do Senado Federal.

Omar Aziz (PSD)

Foi o que mais gastou em 2021, somando todos os custos da CEAP, o senador amazonense gastou R$ 527.681,31

Eduardo Braga (MDB)

Em seguida, aparece o senador Eduardo Braga, o parlamentar gastou R$ 382.649,52

Plínio Valério (PSDB)

Na sequencia é a vez do senador Plínio Valério, o parlamentar tucano gastou em 2021 R$ 331.889,41

Esses valores podem ser gastos com passagens aéreas, aluguel de escritórios de apoio e combustível, entre outros.

Vitória Supermercados