Brasília Amapá |
Manaus

‘Rei da gasolina’: prefeito de Manaquiri vai gastar mais de R$ 9,5 milhões com combustíveis

Compartilhe
'Rei da gasolina': prefeito de Manaquiri vai gastar mais de R$ 9,5 milhões com combustíveis

Amazonas – Uma decisão recente tomada pela administração municipal de Manaquiri, localizado a 166 quilômetros de Manaus, tem gerado intensas críticas e levantado questões sobre a gestão dos recursos públicos na cidade. A assinatura do Despacho de Adjudicação e Homologação do Pregão Presencial nº 020/2023 pelo prefeito Jair Souto, do MDB, e sua publicação no diário oficial da Associação Amazonense de Municípios (AAM) nesta segunda-feira (4) revelaram um gasto significativo de mais de R$ 9,5 milhões destinados à compra de combustíveis.

O contrato estabelece que a V.Comércio de Derivados de Petróleo LTDA-EPP, de CNPJ nº 07.347.452/0003-55, será a fornecedora dos combustíveis para a Prefeitura de Manaquiri. Os produtos incluem gasolina, diesel, óleos lubrificantes e outros, destinados tanto ao transporte terrestre quanto ao fluvial.

Embora a compra de combustíveis seja uma necessidade básica para a operação do município, o valor exorbitante deste contrato levanta sérias preocupações e críticas por parte dos cidadãos e observadores políticos. A questão-chave aqui é se esse gasto maciço é justificado e transparente, ou se há espaço para uma análise mais crítica.

Em um momento em que as finanças públicas precisam ser gerenciadas com responsabilidade, o município de Manaquiri deve prestar contas à população sobre como esses recursos serão utilizados e como essa decisão impactará o desenvolvimento local.

A escolha da V.Comércio de Derivados de Petróleo LTDA-EPP, uma empresa sediada em Manaquiri, é positiva em termos de apoio à economia local. No entanto, a transparência na licitação e a justificação do montante gasto são cruciais para garantir que os interesses dos cidadãos estejam sendo protegidos.

Mesmo em tempos de crise e incerteza vividos por inúmeras prefeituras no Amazonas, que começam a entrar em contenção de gastos, a administração de Manaquiri tem insistido em utilizar o dinheiro dos contribuintes e para comprar suprimentos de gasolina e diesel em uma quantidade quase inesgotável. Agora resta quanto irá sobrar para saúde, educação ou infraestrutura em Manaquiri.


Siga-nos no Google News Portal CM7