Manaus 35º
quinta-feira - 4 de agosto de 2022

Cansado de ser sempre vice, Marcos Rotta se recusa a compor chapa de Braga: “Zero chance. Menos que zero!”

Compartilhe

Amazonas – E a corrida para a oficialização das candidaturas está mais acirrada que nunca nas eleições deste ano. O candidato ao governo do Amazonas, Eduardo Braga (MDB) vai ter que aprender fazer mágica para arrumar um vice até sexta-feira (5), dia em que oficializará sua candidatura na convenção partidária, pois o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta (PP), que estaria supostamente cotado para o cargo, negou qualquer aliança com o candidato.

Rotulado sempre como o vice, desta vez, Marcos Rotta resolveu colocar um ponto final nas especulações que circulavam nos bastidores. Ele alega que não há possibilidade de alguma de compor a chapa com Eduardo Braga nas eleições deste ano para o governo do Amazonas.

Alem de desmentir qualquer informação de que possa ser vice-governador de Eduardo, destacou ainda que não compactua com coisas plantadas.

“Não existe a mínima possibilidade de eu ser vice de Eduardo Braga. Zero, menos zero. Não tem chance alguma do partido que dá sustentação ao presidente Bolsonaro, que fez sua convenção na semana passada e que vai marchar junto com o PL sair do arco de alianças do Bolsonaro e ir para o palanque do Lula. Não existe isso aí, isso nunca existiu”, ressaltou Rotta.

Na ocasião, Rotta aproveitou também para esclarecer que não tem como fazer palanque para o candidato à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Amazonas, que já declarou apoio ao Braga no Estado, pois o partido que faz parte, o Partido Progressista (PP), irá apoiar à reeleição do presidente Bolsonaro (PL).

“O meu partido é presidido pelo ministro chefe da Casa Civil do Bolsonaro [senador licenciado Ciro Nogueira], e como é que eu vou tirar o partido de Bolsonaro e vou levar para o palanque do Lula?”, disse Rotta afirmando que não houve nenhuma declaração e nem interesse por parte dele a respeito de  ser o vice-governador do candidato.

Apoio e convenção

O vice-prefeito de Manaus aproveitou a ocasião para ressaltar ainda, que a sigla no Amazonas vai marchar com o governador Wilson Lima (União Brasil), e na sexta-feira (5), será realizada a convenção do PP, na sede do partido localizada no Parque das Laranjeiras, na zona Centro-Sul de Manaus.

Vitória Supermercados