Brasília Amapá |
Manaus

JUSTIÇA PREVALECE: Any Margareth é condenada e terá que apagar Fake News atacando Érico Desterro

Compartilhe

Amazonas – A rainha da Fake News, Any Margareth, foi condenada mais uma vez por propagar notícias caluniosas em seu blog Radar Amazônico. Desta vez, a blogueira foi obrigada pela Justiça a remover imediatamente todas as matérias ofensivas e falsas que divulgou sobre o Conselheiro Érico Desterro, ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

A juíza da 13ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho, Nara Neila Batista de Oliveira Norte, condenou Margareth por propagar notícias inverídicas sobre Érico Desterro e ordenou a retirada imediata de todas as matérias que façam referência ao conselheiro. Além disso, a juíza proibiu que Any Margareth cite em seu blog o nome de Desterro, direta ou indiretamente, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00, até o limite de R$ 10.000,00 em caso de descumprimento.

A decisão destaca ainda, que Érico Desterro tem o direito de resposta sobre as acusações, que deve ser divulgado nos mesmos lugares onde a matéria caluniosa foi originalmente compartilhada, com a mesma visibilidade.

Any Margareth ao invés de cumprir a ordem judicial, fez críticas à decisão e à juíza do caso, afirmando que ela impôs censura ao blog, querendo a todo custo se transformar na ‘vítima’, quando na realidade ela é frequentemente acusada de propagar leviandades, difamações e injúrias contra autoridades públicas e pessoas no geral. A blogueira passou a atacar Érico Desterro, após ele ter se recusado a pagar os valores mensais que ela exigia ao blog Radar para manter um bom relacionamento com o Tribunal.

Provando do seu próprio veneno, a ‘boladona’ que costuma acusar outros portais de Fake News, ganhou mais uma condenação na Justiça no que é especialista em fazer: mentir.

Confira a decisão na íntegra: 


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7