Manaus 32º
quarta-feira - 9 de fevereiro de 2022

Em nova contradição, palestino Omar Aziz tenta se promover defendendo judeus; entenda o caso

Compartilhe

Brasil – Querendo se promover as custas de polêmicas alheias, o senador Omar Aziz usou as redes sociais, na manhã desta quarta-feira (9), para manifestar seu repúdio contra o youtuber Igor Coelho, mais conhecido como Monark, que defendeu a existência de partidos nazistas durante uma entrevista com os deputados Tabata Amaral e Kim Kataguiri. Na ocasião, internautas apontaram incoerência no posicionamento de Omar, que é assumidamente comunista.

Historicamente, o regime nazista de Adolf Hitler foi responsável pela morte de aproximadamente 19 milhões de pessoas. A maioria das vítimas foram eslavos (12,5 milhões de mortos) e judeus (aproximadamente 6 milhões de mortos). Já o comunismo, foi responsável por aproximadamente 94,4 milhões de mortes ao redor do mundo, sendo a maioria delas na China: 65 milhões.

Mises Brasil - O horror da China comunista e seus pavorosos campos de morte

Diante dos dados, usuários da rede social questionaram o senador por repudiar um regime extremamente cruel mas defender outro até mesmo pior. “Hipocrisia está no seu sangue, Omar”, disse um internauta.

A afirmação ainda levantou mais debate, visto que Omar é palestino e está buscando holofote em uma pauta sobre o sofrimento de judeus, sendo que até hoje seu povo joga mísseis em Israel.

No entanto, todas as críticas recebidas por Omar não surtiram efeitos, pois o mesmo participou ainda nesta quarta-feira (9), da filiação de Marcelo Ramos ao partido Social Democrático (PSD). A parceria escancara a ideologia que os políticos amazonenses querem impregnar no Brasil, a do comunismo.

Durante cerimônia de filiação, Ramos ainda tentou pintar Omar Aziz como salvador da pátria, citando ele como o principal incentivador da vacinação contra à covid-19, pelos supostos trabalhos feitos na CPI, o que não condiz com a realidade, visto que o senador até o prezado momento sequer comprovou que recebeu o imunizante.

Vale ressaltar ainda que em pautas de saúde, Aziz é lembrado por escândalos e logo não deve ser endeusado. O mesmo ainda é investigado por supostamente desviar mais de R$200 milhões da saúde pública do Amazonas na operação ”Maus Caminhos”.

Indicado para CPI é investigado por desvio de recursos para Saúde no  Amazonas | CNN Brasil

Veja o vídeo:

 

Vitória Supermercados