Brasília Amapá |
Manaus

“Ele nos abandonou!”, dizem moradores de comunidade em Itacoatiara sobre prefeito Mário Abrahim

Compartilhe
"Ele nos abandonou!", dizem moradores de comunidade de Itacoatiara sobre prefeito Mário Abrahim

Amazonas – Moradores da comunidade de Novo Remanso, localizada no município de Itacoatiara, no Amazonas, denunciam o prefeito Mário Abrahim (PSC-AM) por abandono das ruas da área urbana da comunidade. Segundo os moradores, as ruas estão esburacadas, virando verdadeiras crateras e cheias de água, o que tem gerado transtornos e prejuízos para a população.

Em entrevista à equipe de reportagem do CM7 Brasil, uma moradora que não quis se identificar, relatou que as ruas do bairro estão em péssimas condições há meses e que a situação só piorou com as chuvas dos últimos dias. “A gente não consegue mais andar direito nas ruas. É buraco para todo lado, água acumulada, lama. É um absurdo que a prefeitura deixe a gente nessa situação”, desabafou.

Outro morador, o comerciante José Santos, contou que já teve prejuízos em seu negócio por causa das condições precárias das ruas. “Eu tenho um mercadinho aqui no bairro e, por causa dos buracos, já perdi mercadorias, já tive clientes que desistiram de vir aqui. É uma situação muito complicada”, afirmou.

 

Os moradores de Novo Remanso cobram uma solução imediata por parte da prefeitura e afirmam que não vão se calar diante do abandono das ruas do bairro. “A gente paga nossos impostos, temos direito a uma cidade com infraestrutura adequada. Não podemos aceitar essa situação”, disse a moradora Maria Silva.

Notificado pelo TCE

Além das polêmicas quanto a falta de manutenção e infraestrutura nas comunidades de Itacoatiara, Mário Abrahim também se envolveu em uma nova polêmica envolvendo irregularidades em uma licitação.  O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) notificou o prefeito de Itacoatiara, Mário Abrahim (PSC), após receber denúncia da empresa M. G. Comércio de Matérias para uso Médico Ltda. A representação foi aceita em relação a possíveis irregularidades no Pregão Presencial nº 002/2023, que tem como objeto a aquisição de materiais laboratoriais e equipamentos para a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Itacoatiara. A empresa denunciante alega que a abertura do pregão sofreu alterações e que foram violados os princípios previstos na Lei de Licitações.

A representante da M. G. Comércio de Matérias para uso Médico Ltda também apontou que o Instrumento Convoctório do Pregão Presencial nº 002/2023 teria sido publicado com exigências ilegais e excessivas, prejudicando a competitividade do certame. O processo nº 11149/2023 do TCE-AM segue em andamento e a prefeitura de Itacoatiara ainda não se manifestou sobre o assunto.

Retorno

Procurada pela reportagem por meio do número (92) xxx-1877, a prefeitura de Itacoatiara ainda não se manifestou sobre as denúncias de abandono das ruas de Novo Remanso. A população espera que o prefeito Mário Abrahim tome providências urgentes para resolver o problema e garantir melhores condições de vida para os moradores da comunidade.

Siga-nos no Google News Portal CM7