Brasília Amapá |
Manaus

Desde Arthur, Rodrigo Guedes tem parente com contrato milionário na Prefeitura de Manaus

Compartilhe

Manaus – Os laços que ligam o vereador Rodrigo Guedes (PSC) a Arthur Neto passam por um outro laço familiar. Rodrigo é parente do proprietário da empresa Mamute Conservação, Construção e Pavimentação Ltda, que conforme o jornal Acrítica chegou a noticiar em 2016, teve contrato suspenso por liminar da justiça, sob acusação de favorecimento em licitação pelo então prefeito Arthur Neto, padrinho político de Guedes.

O contrato de 62,3 milhões com a prefeitura chegou a ser suspenso à época, mas acabou homologado pela então desembargadora Encarnação Salgado, investigada e afastada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por venda de sentenças.

Desde 2016 o referido contrato vem sendo prorrogado para “conservação e limpeza pública nas vias, logradouros e bens públicos”. E desde lá Rodrigo Guedes vem disputando eleições.

A carreira eleitoral após o contrato da Mamute

Em 2016, ano da contratação da Mamute, Guedes se lançou pela primeira vez candidato a vereador declarando para a justiça eleitoral gastos na ordem de R$ 118.912,03, não constando nenhum bem declarado. 

Na eleição municipal seguinte, em 2020, Guedes declarou ter gasto na campanha 218.834,00 e, em sua lista de bens já constavam dois apartamentos que somados tem o valor de R$ 845.221,37. 

Outra coisa estranha sobre a ascensão meteórica do vereador é que ele não mora em nenhum dos dois apartamentos declarados, mas em uma mansão no luxuoso Condomínio Renaissance, em frente à Bola das Letras.

Menino de ouro do Arthur

A vínculo entre Rodrigo Guedes e Arthur Neto vem desde o primeiro ano de mandato do tucano como prefeito de Manaus. Em 2013 Guedes foi nomeado subsecretário de Juventude na extinta Secretaria Municipal de Desporto e Lazer (Semdej) exercendo a função tanto no primeiro quanto no início do segundo mandato. 

Em 2018 foi agraciado por Arthur com a coordenaria do Procon Manaus, assim como a Ouvidoria Geral do Município, chegando a apurar renda bruta mensal de R$ 31.416,67.

Após a repercussão negativa envolvendo o assassinato do engenheiro Flávio que estava na casa do enteado de Arthur, Guedes decide sair do PSDB, negando sua origem e pulando prontamente para outro barco.


Siga-nos no Google News Portal CM7