Brasília Amapá |
Manaus

Coronel Menezes pede Justiça Gratuita mesmo sendo milionário

Compartilhe
Mesmo sendo milionário, Coronel Menezes pede Justiça Gratuita para Juíza

Brasil – Em um inusitado episódio que tem chamado a atenção da opinião pública, o ex-candidato ao Senado Federal, Coronel Menezes, figura pública e milionário, surpreende ao solicitar Justiça Gratuita em um processo que enfrenta após ter chamado o colega de partido, capitão Alberto Neto, de “Judas”, e enfrentar um processo de expulsão.

A informação está na decisão provisória emitida na última quinta-feira (21) da juíza Kathleen dos Santos, da 18ª Vara Cível, que além de suspender provisoriamente a expulsão de Menezes do Partido Liberal (PL) no Amazonas, também dá o prazo de 15 dias para o ex-candidato provar a fragilidade econômica. Veja:

Coronel Menezes, que declarou possuir um patrimônio de R$3.353.528,12 quando concorreu ao Senado, agora busca a gratuidade de justiça como parte de sua defesa no processo de expulsão do partido. A decisão da juíza suspendendo a expulsão é condicional e depende de Menezes comprovar sua incapacidade financeira para arcar com as custas processuais.

A juíza Kathleen dos Santos enfatizou em sua decisão que “a parte autora solicitou a concessão da gratuidade de justiça, mas não trouxe aos autos documentos hábeis a convencer o juízo da sua fragilidade econômica”. Diante disso, a magistrada concedeu um prazo de 15 dias para que Coronel Menezes apresente documentos que comprovem sua condição financeira, incluindo as duas últimas declarações de imposto de renda e cópias dos seus últimos três contracheques, entre outros documentos que possam demonstrar que o pagamento das custas processuais afetaria sua subsistência.


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7