Manaus 32º
quarta-feira - 31 de agosto de 2022

Amazonino Mendes tenta bancar o esperto mas acaba sendo obrigado pela Justiça a republicar direito de resposta de Wilson Lima

Compartilhe

Amazonas – O candidato Amazonino Mendes (Cidadania), tentou bancar o esperto com a Justiça na obrigatoriedade do direito de resposta do atual governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil) em suas redes sociais após ter sido alvo de Fake News por sua equipe.

A decisão do desembargador Márcio André Lopes Cavalcante, concedeu o direito de resposta ao governador, após ter sido comprovado que ele foi vítima de informação caluniosa.

Entretanto, o direito de resposta até foi publicado nas redes sociais de Amazonino, porém, não cumpriu os mesmo parâmetros da publicação removida, a Fake News, tendo em vista que a função de comentários foi desabilitada, impedindo que a população opinasse sobre o assunto.

Foi solicitado à Justiça Eleitoral a retificação da publicação com os parâmetros e métricas iguais, bem como a fixação de multa por descumprimento da decisão.

“A expressão ‘com as mesmas características’ deve ser entendida como sendo mesmo impulsionamento, mesmo veículo, espaço, local, horário, página eletrônica, tamanho, caractere e outros elementos de realce usados na ofensa, como preceitua o artigo 32, IV, ‘d’, da Res. TSE 23.608/2019”, diz trecho da decisão.

“No caso em exame, constata-se pelo documento de ID 11358592 e 11358593 que as postagens reconhecidas como ofensivas pela sentença estavam com o espaço para comentários habilitado”, afirma outro trecho.

Agora, Amazonino Mendes será obrigado a republicar o direito de resposta do seu principal concorrente na disputa pelo Governo do Amazonas e em público, admitindo assim que publicou Fake News contra Wilson Lima.

Vitória Supermercados