Brasília Amapá |
Manaus

Alberto Neto rebate Amom sobre emendas Pix: ‘emendas impositivas destinadas ao AM e aprovadas em 2022’

Compartilhe
Capitão Alberto Neto rebate Amom Mandel sobre emendas Pix: 'recursos aprovados em 2022 e emendas impositivas destinadas ao AM"

Amazonas – Uma disputa acalorada entre os deputados federais Alberto Neto, do Partido Liberal (PL), e Amom Mandel, do Cidadania, ganhou as redes sociais nos últimos dias. A polêmica começou quando Mandel divulgou os nomes dos cinco deputados que mais receberam emendas parlamentares via Pix durante o governo Lula, às vésperas da votação da reforma tributária.

Amom Mandel destacou a importância da fiscalização por parte da população e ressaltou a necessidade de transparência em todos os mandatos. Ele apontou que o PL, partido de Alberto Neto, foi o que mais recebeu emendas nessa modalidade, insinuando viés na votação do parlamentar conservador.

Em resposta, o deputado Alberto Neto utilizou suas redes sociais e rebateu a insinuação do deputado Amom. Ele escreveu o seguinte: “É normal o Deputado ainda não ter conhecimento de todos os processos da Casa Legislativa. Emenda impositiva, são recursos que nós Deputados e Senadores fazemos o direcionamento ao estado que representamos e seus municípios. Os recursos em questão foram aprovados em 2022, o que explica o nome de deputados não reeleitos na lista. Agora estão liberados para governos e prefeituras, conforme manda a legislação. Não existe essa história de ter recebido emenda para votar em matérias específicas dentro da Câmara. O Deputado é jovem e certamente vai aprender, terá a oportunidade de destinar emendas impositivas para o Amazonas”.

O Capitão Alberto Neto também esclareceu que os recursos mencionados foram aprovados em 2022, o que justifica a presença de deputados não reeleitos na lista divulgada por Mandel. Segundo o deputado, esses recursos estão agora liberados para governos e prefeituras, em conformidade com a legislação vigente. Ele negou qualquer insinuação de que as emendas tenham sido recebidas em troca de votos em projetos específicos na Câmara.

A discussão teve início no último sábado, quando Amom Mandel criticou o atual governo e mencionou que Alberto Neto teria recebido aproximadamente R$ 16 milhões em emendas via Pix do governo federal. O Cidadania defendeu a importância da fiscalização e questionou o alto valor recebido pelo deputado do PL.

Diferentes posturas

Vale salientar que apesar das críticas recentemente feitas por Amom ao Governo Federal na gestão do PT, Mandel votou a favor da Reforma Tributária que aumenta a carga tributária nacional, diminui a autonomia dos Estados por meio dos Conselhos Federativos e pode prejudicar o Amazonas. Já Alberto Neto foi o único parlamentar da bancada amazonense que votou contra, seguindo o posicionamento de conservadores e liberais críticos do aumento da carga tributária.

 


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7