Manaus 32º
quinta-feira - 28 de janeiro de 2021

Promotor teria pedido prisão preventiva de David Almeida por pura vingança; entenda o caso

Compartilhe

Manaus (AM) – O promotor de Justiça Plubio Caio, durante uma entrevista para rádio difusora revelou que o pedido de prisão em nome do Prefeito de Manaus foi motivado por vingança.

O promotor criticou o desembargador Hamilton Saraíva, dizendo que a decisão é “teratológica”, e disse que a motivação do pedido de prisão foi de razão pessoal, pois seu filho acometido de covid não teve o tratamento realizado pela rede pública, fato declarado nas redes sociais pelo Promotor, que demonstrava total descontrole e desespero.

O fato é que está claro o uso do máquina estatal, uso do aparelho do MP para empreender a vingança pessoal do promotor, esquecendo que a crise nos hospitais para o atendimento da Covid-19, pela falta de leitos clínicos e de UTIs é do estado.

Fontes do município indicam que todos os documentos requisitados e que o MP faz menção já haviam sido disponibilizado ao MP através do grupo de trabalho, exonerando de qualquer responsabilidade e ato de vontade as autoridades do Município.

O caso é grave, uso do MP para fins pessoais, vazamento de informações, abuso de autoridade e desrespeito ao Tribunal de Justiça por parte do Promotor de Justiça.

Há informações de que medidas junto ao CNMP já estão sendo tomadas contra o promotor, além de processo criminal e cautelar que estão pedindo o seu afastamento e posterior perda do cargo.

Com informações do Puraqui News. 

Vitória Supermercados