Brasília Amapá |
Manaus

Japão vai isentar brasileiros de visto, diz premiê Fumio Kishida

Compartilhe
Japão vai isentar brasileiros de visto, diz premiê Fumio Kishida

Mundo – Em um encontro entre o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e o primeiro-ministro do Japão, Fumio Kishida, foi anunciado que o governo japonês dará início aos procedimentos para a isenção de vistos de entrada para visitantes brasileiros. A reunião, realizada em Hiroshima, abordou não apenas a questão dos vistos, mas também temas como comércio bilateral, investimentos, paz, segurança e combate às mudanças climáticas.

A decisão japonesa ocorre em um momento em que o governo brasileiro optou por retomar a exigência de vistos para cidadãos dos Estados Unidos, Japão, Austrália e Canadá, revertendo uma medida adotada em junho de 2019 pelo governo anterior de Jair Bolsonaro. O anúncio do Japão traz uma mudança significativa nesse contexto, fortalecendo as relações entre os dois países.

O Japão é atualmente o 10º maior parceiro comercial do Brasil, com um volume de comércio de US$ 11,9 bilhões em 2022. A balança comercial entre os dois países é superavitária para o Brasil, com exportações no valor de US$ 6,6 bilhões e importações de US$ 5,3 bilhões no ano passado.

Os principais produtos exportados pelo Brasil para o Japão incluem milho, minério de ferro, frango, café, alumínio e soja, enquanto o Brasil importa autopeças, compostos químicos, máquinas e equipamentos do país asiático.

Além do comércio, o Japão tem sido uma importante fonte de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil, com um estoque de US$ 22,8 bilhões até 2021. Essa parceria tem contribuído para o desenvolvimento econômico dos dois países.

Durante o encontro, o presidente Lula ressaltou a importância da relação entre Brasil e Japão e destacou a influência que o país teve no desenvolvimento brasileiro ao longo dos anos. Ele mencionou a contribuição dos imigrantes japoneses desde 1908 e o investimento de empresários brasileiros no Japão.

Por sua vez, o primeiro-ministro japonês elogiou a atuação do Brasil nas discussões de temas globais complexos e expressou o interesse de cooperar com o país em questões relacionadas ao clima, educação, desenvolvimento, paz e estabilidade.

A isenção de vistos entre Brasil e Japão fortalecerá o turismo, os laços culturais e a cooperação entre os dois países, abrindo novas oportunidades para intercâmbios e negócios. A medida demonstra a importância da parceria estratégica entre Brasil e Japão e promete impulsionar ainda mais a relação bilateral.


Siga-nos no Google News Portal CM7