Brasília Amapá |
Manaus

Dólar dispara e alcança R$ 5,43 e estrangeiros realizam aposta recorde contra o real

Compartilhe

Amazonas – Na terça-feira (17/6), o dólar subiu novamente, atingindo a cotação de R$ 5,43, com investidores cada vez mais preocupados com a situação fiscal do Brasil. Este aumento reflete a intensificação das apostas contra o real, lideradas por investidores estrangeiros que estão comprando dólares, prevendo uma desvalorização ainda maior da moeda brasileira nos próximos dias.

Dólar dispara - Portal CM7 BRASIL

De acordo com dados da Bloomberg, as apostas contra o real alcançaram a marca de US$ 75,6 bilhões, a maior dos últimos dez anos. Este movimento revela a crescente desconfiança dos investidores estrangeiros em relação à estabilidade fiscal do Brasil.

Crise Fiscal e Influências Externas

A deterioração das contas públicas brasileiras é um dos principais fatores que têm afetado a cotação do dólar. Além disso, os investidores estão atentos às taxas de juros nos Estados Unidos, que permanecem elevadas. Os títulos do Tesouro americano, conhecidos como treasuries yields, estão registrando altas em suas rentabilidades, com o mercado prevendo que o Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, manterá as taxas de juros altas por um período prolongado.

Esta situação faz com que os investidores redirecionem seus capitais para os Estados Unidos, fortalecendo ainda mais a cotação do dólar em relação ao real.

Impacto das Taxas de Juros

A possibilidade de que o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom), que se reunirá esta semana, possa cortar as taxas de juros no Brasil também influenciou a valorização do dólar. Atualmente, os juros no Brasil estão em 10,5%, enquanto nos Estados Unidos estão em torno de 5,5%. Este diferencial relativamente pequeno diminui a atratividade dos títulos brasileiros, contribuindo para a fuga de capitais e a consequente desvalorização do real.

Perspectivas Futuras

O cenário econômico global, combinado com as incertezas fiscais domésticas, continua a pressionar o real. Com os investidores estrangeiros apostando fortemente contra a moeda brasileira, a expectativa é de que o dólar mantenha sua trajetória de alta, a menos que ocorra uma mudança significativa nas políticas econômicas ou nas condições fiscais do Brasil.

A alta do dólar para R$ 5,43 é um reflexo das preocupações crescentes com a economia brasileira e das ações dos investidores estrangeiros que estão se protegendo contra possíveis desvalorizações futuras do real. A confluência de fatores internos e externos sugere que o mercado continuará volátil, com a moeda brasileira sob pressão.


Siga-nos no Google News Portal CM7