Manaus 29º
quinta-feira - 17 de março de 2022

Wilson Lima sai na frente e conquista a confiança do líder do Republicanos

Compartilhe

Amazonas – Com as eleições de 2022 se aproximando, o governador Wilson Lima segue trabalhando nos bastidores para garantir sua reeleição no pleito. E para isso acontecer, ele tem formado um time robusto com partidos de expressão.

O governador do Amazonas tem buscado alianças com siglas que possam garantir além de uma boa estrutura financeira, uma chapa forte de parlamentares para contribuir em sua campanha nos 62 municípios do Estado.

Jogada de mestre

Após conseguir tirar o União Brasil das mãos de Amazonino, partido com o maior tempo de TV e maior fatia do Fundo Eleitoral, se filiando na sigla recém-formada pela fusão do DEM com o PSL, agora Wilson Lima conseguiu atrair para sua trajetória o Republicanos, que estava muito próximo do senador Eduardo Braga (MDB), deixando o candidato no banco reserva.

Testemunho disso, é que o deputado Marcos Pereira (SP), presidente nacional do Republicados, postou uma foto ao lado do governador Wilson Lima, no encontro onde foi selado o acordo entre eles nas redes sociais.

A articulação de Wilson Lima pode tirar de Eduardo Braga (MDB), o apoio do partido. Apesar de Silas Câmara, o atual presidente da sigla no Estado, ter declarado que apoiaria Braga para o governo do Amazonas nas eleições deste ano, o Republicanos orientou que focaria em eleger deputados e não apoiaria oficialmente candidaturas a cargos majoritários como governo e senado, no entanto, podem ter aberto uma excessão para o atual chefe do executivo estadual.

Bastidores da política 

Nos bastidores, circula também a informação que após Wilson conquistar a confiança do líder dos republicanos, o partido já estuda tirar a presidência da sigla no Amazonas do controle do deputado federal Silas Câmara, que atualmente é líder da igreja Assembleia de Deus, para passar para outro político da Igreja Universal.

Entre os nomes analisados, está o do vereador João Carlos e do deputado estadual João Luiz, ambos aliados de Wilson Lima.

Nova ”Rainha Elizabeth II” 

Outra possibilidade também analisada, é manter Silas na presidência da sigla, mas sem autoridade para fechar alianças, como por exemplo, com o senador Eduardo Braga, de quem recentemente está muito próximo.

Se isso for confirmado, será uma espécie de Rainha da Inglaterra, onde o pastor terá o status do cargo sem o poder de exercer a função.

 

 

 

Vitória Supermercados