Manaus 32º
quarta-feira - 10 de agosto de 2022

TSE indica que Delegado Pablo foi o deputado que menos usou recursos do fundo partidário 

Compartilhe

Brasil – Um balanço divulgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra a utilização do fundo partidário por diversos políticos em todo Brasil, na eleição de 2018.

O relatório traz o valor que cada deputado federal recebeu do fundo, bem como investimentos próprios e doações de amigos e parentes.

No Amazonas, entre os deputados federais que menos usaram recursos do fundo partidário está Delegado Pablo, que recebeu apenas R$ 1,5 mil na eleição de 2018. Pablo foi eleito pelo Partido Social Liberal (PSL), que depois trocou de nome para União Brasil (UB).

Segundo balanço do TSE, a maior parte dos recursos da campanha de Pablo veio da doação do próprio candidato, que investiu R$ 24 mil na campanha. O relatório do TSE traz também os deputados que mais gastaram na campanha de 2018.

Em primeiro lugar vem Átila Lins, que usou R$ 1,89 milhão para ser eleito em 2018. Os recursos foram liberados pelo fundo partidário do Partido Progressista (PP). Em segundo lugar entre os que mais gastaram está Silas Câmara, que recebeu R$ 1,5 milhão do fundo do Partido Republicano Brasileiro (PRB).

Depois vem Marcelo Ramos, que usou R$ 1,4 milhão para ser eleito deputado federal. Os recursos vieram exclusivamente do fundo do Partido da República (PR), que depois trocou de nome para Partido Liberal (PL).

A lista traz ainda Sidney Leite (PSD), que usou R$ 840 mil do fundo partidário; Capitão Alberto Neto (PRB), com R$ 800; José Ricardo (PT), com R$ 409 mil, e Bosco Saraiva (Solidariedade), que usou R$ 280 mil do fundo partidário.

Vitória Supermercados