Brasília Amapá |
Manaus

“Traiu a direita!”: Alberto Neto é detonado após voto favorável à urgência do ‘PL da Globo’

Compartilhe
"Traiu a direita!": Alberto Neto é detonado após voto favorável à urgência do 'PL da Globo'

Brasil – O deputado federal Capitão Alberto Neto (PL) encontra-se no centro de uma tempestade política após ser identificado como um dos votos favoráveis ao requerimento de urgência do Projeto de Lei 8889/17, conhecido popularmente como “PL da Globo” ou do Imposto dos Streams. Este projeto visa taxar serviços de streaming, com exceção do Globoplay, gerando polêmica tanto dentro da Câmara quanto nas redes sociais.

O PL 8889/17 propõe a taxação de plataformas como Netflix e YouTube através da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine), com alíquotas progressivas, podendo atingir até 6% sobre a receita bruta no mercado brasileiro, incluindo ganhos com publicidade.

Alberto Neto foi apontado por diversos internautas como apoiador do PL após seu nome constar na lista dos que votaram a favor da urgência. Diante das críticas, ele se manifestou nas redes sociais contra o projeto e alegou que a informação era falsa.

“Meu voto será CONTRA ao PL 8889 que taxa Netflix, YouTube, Instagram, TikTok e demais plataformas de streaming. Nós da direita nunca vamos aceitar mais cobranças e taxas sobre o bolso do trabalhador brasileiro. Não acreditem em fake news, e nos ajudem a divulgar a verdade“, declarou.

No entanto, mesmo com a justificativa, o deputado continuou a ser criticado. “Sabe qual o problema, cara? Você é arrogante. Você poderia ter pedido desculpas por votar sim para a urgência, mas já está acusando as pessoas de direita de fake news. Você se mostra mais um inquisidor, que persegue pessoas de direita que te cobram fazer o mínimo. Vergonha“, escreveu um internauta.

Após a repercussão negativa, ele alegou que o requerimento de urgência foi apresentado no plenário no ano passado e que, na época, o PL era completamente diferente.

“Esse voto foi referente ao requerimento de urgência que foi apresentado no plenário no ano passado e que, na época, o PL era completamente diferente. Hoje o PL que está em pauta é outro, e do jeito que está o projeto hoje, meu voto será CONTRA a este PL que foi apresentado”, explicou.


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7