Manaus 32º
quarta-feira - 19 de janeiro de 2022

Trabalhos da Câmara Municipal de Manaus serão retomados mais cedo em decorrência da Covid-19

Compartilhe
Trabalhos da Câmara Municipal de Manaus serão retomados mais cedo em decorrência da Covid-19

Manaus – A Câmara Municipal de Manaus (CMM) antecipará o retorno dos trabalhos do legislativo neste ano, do dia 7 para 2 de fevereiro. A medida foi definida nesta terça-feira (18/01) pelo presidente da Casa, David Reis (Avante), em atenção ao agravamento do quadro da pandemia da Covid-19 e das fortes chuvas que têm atingido Manaus neste período de inverno amazônico.

“Vamos antecipar o retorno da Câmara, com os trabalhos dos vereadores no plenário e nas comissões para nos unirmos à Prefeitura e demais autoridades no enfrentamento da pandemia da Covid-19 e também na atenção à população que vem sendo afetada pelas fortes chuvas, em um inverno que se anuncia como um dos maiores dos últimos tempos”, destaca David Reis.

Regimentalmente, o início do ano legislativo se daria apenas no dia 7 de fevereiro. No primeiro dia de trabalhos da CMM, o prefeito faz a leitura da mensagem governamental, destacando diretrizes do Executivo para o novo ano.

O presidente da Câmara de Manaus ressalta, entretanto, que o retorno das atividades seguirá todos cuidados sanitários necessários ao enfrentamento do novo coronavírus, agora com uma nova variante, muito mais transmissível: a ômicron.

Como anunciado no início desta semana, David Reis, conjuntamente com a mesa diretora da Casa, deliberou a manutenção do regime híbrido para a atuação dos vereadores, no plenário e nas comissões, ou seja, de forma presencial ou virtual (pela internet).

Servidores com comorbidade e com mais de 60 anos de idade passam a trabalhar em home office, medida que será estendida e administrada por cada setor, em um esforço que objetiva evitar aglomerações e o aumento do número de infectados pelo vírus.

Com relação ao público externo, a CMM também restringirá a quantidade de visitantes nas dependências da Casa legislativa, além de exigir o cartão de vacinação.

 

 

Com auxílio de informações da Assessoria 

Vitória Supermercados