Manaus 32º
terça-feira - 20 de setembro de 2022

Presidente Bolsonaro cita corrupção no governo petista e condenações de Lula em discurso na ONU; veja vídeo

Compartilhe

Brasil – O presidente Jair Bolsonaro (PL) discursou, nesta terça-feira (20), na 77ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em Nova Iorque. Na ocasião, ele ressaltou as realizações de seu governo, teceu críticas à corrupção da era petista e exaltou a cooperação do Brasil com outros países.

Veja vídeo

O chefe do Executivo iniciou mencionando sua gestão durante a pandemia de Covid-19, com o desenvolvimento do Auxílio Brasil e a disponibilização de vacinas para toda a população que quisesse ter acesso aos imunizantes. Ele também citou que seu governo vem investindo em “reformas para a tração de investimentos”, privatizações, entregas de obras de infraestrutura e marcos regulatórios.

“Somente entre o período de 2003 e 2015, em que a esquerda presidiu o Brasil, o endividamento da Petrobras por má gestão, loteamento político e desvios chegou à casa dos 170 bilhões de dólares. O responsável por isso foi condenado em três instâncias por unanimidade. Delatores devolveram 1 bilhão de dólares e pagamos para a Bolsa americana outro bilhão por perda de seus acionistas. Esse é o Brasil do passado – declarou o líder brasileiro”.

ECONOMIA

Na sequência, o chefe do Executivo disse ter aprimorado serviços públicos e investido em ciência e tecnologia, destacando que o Brasil foi pioneiro na implantação da rede 5G e que hoje é o país mais digitalizado do mundo. Bolsonaro também ressaltou feitos econômicos:

“Apesar da crise mundial, o Brasil chega no final de 2022 com a economia em plena recuperação. Temos emprego em alta e inflação em baixa. A Economia voltou a crescer. A pobreza aumentou em todo o mundo sob o impacto da pandemia. No Brasil, ela já começou a cair de forma acentuada. Os números falam por si só”, assinalou o presidente.

Como exemplo, o presidente citou que a estimativa é que, no final de 2022, 4% das famílias brasileiras estejam vivendo abaixo da linha da pobreza extrema, enquanto em 2019, o índice era de 5,1%. Ele mencionou que o desemprego caiu cinco pontos percentuais, chegando a 9%, enfatizou que houve deflação inédita nos meses de junho e agosto, além de queda no preço dos combustíveis. O líder do Planalto ainda mencionou que o PIB brasileiro aumentou em 1,2% no segundo semestre.

“Temos a tranquilidade de quem está no bom caminho. O caminho de uma prosperidade compartilhada entre os brasileiros. E mais além: compartilhada com nossos vizinhos”, acrescentou Bolsonaro.

AGRONEGÓCIO E MEIO AMBIENT

Mais adiante, o presidente exaltou o agronegócio brasileiro, descrevendo-o como motivo de “orgulho nacional”, e afirmando que o Brasil alimenta mais de 1 bilhão de pessoas ao redor do mundo. Ele também tratou da preservação do meio ambiente, dizendo que o país é referência para o mundo:

“Em matéria de meio ambiente e desenvolvimento sustentável, o Brasil é parte da solução e referência para o mundo. Dois terços de todo o território brasileiro permanecem com vegetação nativa, que se encontra exatamente como estava quando foi descoberto em 1500. Na Amazônia brasileira, área equivalente à Europa Ocidental, mais de 80% da floresta continua intocada, ao contrário do que é divulgado pela grande mídia nacional e internacional”, assinalou o presidente.

Bolsonaro finalizou seu pronunciamento celebrando o bicentenário da Independência brasileira e as manifestações que ocorreram no dia 7 de Setembro:

“Neste 7 de Setembro, o Brasil completou 200 anos de história como nação independente. Milhões de brasileiros foram às ruas convocados pelo seu presidente, trajando as cores da nossa bandeira. Foi a maior demonstração cívica da história do nosso país. Um povo que acredita em Deus, pátria, família e liberdade”, concluiu o presidente.

Vitória Supermercados