Brasília Amapá |
Manaus

Prefeito de Manaquiri, Jair Souto, é investigado pelo MPAM por suposto desvio de cestas básicas

Compartilhe

Amazonas – O prefeito de Manaquiri, Jair Souto (MDB), é agora alvo de um Inquérito Civil. O Ministério Público Amazonas (MPAM) converteu a Notícia de Fato nº. 040.2023.000389, a fim de apurar se houve improbidade administrativa por parte do gestor municipal em relação à não entrega de 396 cestas básicas, que causou prejuízo de R$ 158.400,00 no dinheiro público.

O documento informa que o prefeito realizou a contratação da empresa M.N.C.A DA MATA LTDA, por R$ 900.000,00, para fornecimento de 2.250 cestas básicas às famílias afetadas pela enchente. No entanto, o município de Manaquiri comprovou somente a entrega de 1.854 cestas. Considerando que cada cesta custa R$ 400, a não entrega causou um prejuízo alto ao erário.

Por isso, o MPAM acredita que existem “elementos suficientes para a propositura de ação cível, e para fins de aprofundar as investigações”.

Veja documento:

Leia também:

Prefeito Jair Souto irá gastar mais de R$ 1,3 milhão com lâmpadas LED em Manaquiri após recusar projeto estadual

TCE-AM dá 90 dias para Jair Souto atualizar o Portal da Transparência de Manaquiri

‘Rei da gasolina’: prefeito de Manaquiri vai gastar mais de R$ 9,5 milhões com combustíveis


Siga-nos no Google News Portal CM7