Brasília Amapá |
Manaus

Petrobras apresenta novo pedido de licença ao Ibama e desmoraliza Marina Silva

Compartilhe
Petrobras apresenta novo pedido de licença ao Ibama e desmoraliza Marina Silva

Brasil – Em uma decisão surpreendente, a Petrobras reapresentou, nesta quinta-feira (25), um pedido para explorar petróleo na foz do rio Amazonas, apenas uma semana após sua solicitação inicial ter sido vetada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Essa decisão contraria as declarações feitas pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

“Acabamos de reapresentar um pedido para retomar o processo de licenciamento da perfuração do poço Morpho 1-APS-57 no setor Amapá Águas Profundas da bacia sedimentar marítima denominada ‘Foz do Amazonas'”, anunciou o presidente da empresa estatal, Jean Paul Prates, no Twitter.

“Esse processo foi conduzido com a máxima diligência pelas equipes de Sustentabilidade e Meio Ambiente da Petrobras”, acrescentou. O assunto tem gerado controvérsia entre a ministra Marina Silva (Rede), representante do Ministério do Meio Ambiente, e o ministro Alexandre Silveira (PSD), responsável pelo Ministério de Minas e Energia, que supervisiona a Petrobras.

Ao vetar o pedido inicial da Petrobras, o Ibama comparou o projeto ao caso da usina hidrelétrica de Belo Monte, que levou ao primeiro desentendimento público entre Marina Silva e o Partido dos Trabalhadores (PT), quando ela foi derrotada pela então ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff. A Petrobras anunciou ontem, quarta-feira (24), que irá recorrer do veto.

O impasse também resultou na saída do senador Randolfe Rodrigues da Rede. Como líder do governo no Congresso, Rodrigues apoia a iniciativa da Petrobras.

Fontes próximas à situação afirmam que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sentiu-se traído pela ministra Marina Silva por não ter sido informado previamente sobre o veto do Ibama.

Com informações via Antoganista

 


Siga-nos no Google News Portal CM7