Manaus 32º
terça-feira - 20 de setembro de 2022

“Pesquisas não valem nada, ganharemos no 1º turno”, diz Bolsonaro em Assembleia Geral das Nações

Compartilhe

Brasil – O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), voltou a criticar as pesquisas eleitorais para a corrida presidencial no Brasil, ao deixar o hotel em que está hospedado, em Nova York, para se dirigir à 77ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). Ao comentar sobre sua expectativa quanto ao primeiro turno da disputa, disse que o que tem sentido é que o povo está ao seu lado.

– Essas pesquisas não valem de nada… Se você acredita em pesquisas, não vou falar contigo. Não vou falar em hipóteses. Vamos ganhar no primeiro turno – emendou, ao ser questionado sobre a possibilidade de ter de deixar o cargo caso perca as eleições.

Sobre o seu discurso na ONU, Bolsonaro afirmou que falaria sobre a economia brasileira, que está em uma situação “bem mais tranquila” que o mundo, e mencionará a potência energética e de agronegócios que é o país. Ele disse ainda que os assaltos a bancos caíram pela metade em seu governo, que a violência caiu “bastante” e que o desemprego no Brasil baixou.

Bolsonaro deixou o hotel em que está hospedado, na região de Midtown, em Manhattan, por volta de 8h50, para se dirigir à 77ª Assembleia Geral da ONU. Primeiro, saiu caminhando, acompanhado pela segurança, apoiadores e a imprensa, mas depois entrou em um carro nas proximidades. Ele chegou ao local por volta das 9h10. Um grupo de mais de 40 apoiadores aguardava por Bolsonaro na porta do hotel e foi para a entrada da ONU para recepcioná-lo.

O presidente brasileiro desembarcou na segunda-feira, 19, à noite, em Nova York. Ele chegou no hotel por volta das 21 horas, cumprimentou apoiadores no local, mas não falou com a imprensa, na ocasião.

Bolsonaro é o primeiro chefe de Estado a discursar na Assembleia Geral da ONU. É a quarta vez que o presidente brasileiro participa do encontro de chefes de Estado. Em seus discursos anteriores, defendeu pautas de costume e a política ambiental de seu governo.

Primeira vez que os líderes globais se reúnem desde o início da guerra na Ucrânia, a Assembleia Geral da ONU tem como tema “Um momento divisor de águas: soluções transformadoras para desafios interconectados” e deve reunir cerca de 130 chefes de Estado.

O discurso do presidente brasileiro está agendado para começar por volta das 10h40. Depois, Bolsonaro terá reuniões bilaterais com os presidentes da Polônia e do Equador. Não está previsto nenhum encontro com líderes mundiais, conforme a agenda divulgada pelo Itamaraty.

O presidente tem ainda um almoço privado na churrascaria brasileira Fogo de Chão, na unidade próxima ao hotel em que está hospedado, e participa de uma videoconferência com empresários do setor de supermercado, de Campinas, São Paulo. Seu retorno à Brasília está previsto para às 17 horas desta terça (20), conforme a agenda divulgada pelo Planalto.

Vitória Supermercados