Brasília Amapá |
Manaus

Negligência: Prefeito de Manacapuru torra R$ 400 mil em shows e ignora as necessidades do povo

Compartilhe

Amazonas – O prefeito de Manacapuru, Betanael da Silva D’Angelo, conhecido como “Beto D’Angelo”, está sendo alvo de críticas após anunciar que vai gastar mais de R$ 400 mil na contratação do cantor nacional Nadson – O Ferinha para a festa do 92° aniversário da cidade, marcada para o dia 14 de julho de 2024. A informação foi publicada no Diário Oficial dos Municípios (DOM).

De acordo com o DOM, a contratação atende à Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) e foi justificada pelo prefeito como essencial para a celebração do aniversário de Manacapuru. A prefeitura assinou o contrato Nº 015/2024 – PMM/SEMEC no valor de R$ 420.000,00 com a empresa NF Shows e Representações Ltda. Este contrato foi firmado sem licitação, através do processo de inexigibilidade Nº 004/2024-CPL/PMM, oriundo do processo administrativo nº 2024/04772-00-PMM.

“Será contratado Nadson – O Ferinha, a cantora Isadora Pompeu, que é tradição fazer um evento gospel, e também o cantor Zé Felipe, tudo em comemoração ao aniversário da cidade”, disse o prefeito.

A decisão de gastar uma quantia tão significativa em um evento festivo levantou questionamentos e críticas entre os moradores e opositores políticos. Muitos apontam que há áreas mais prioritárias que necessitam de investimentos urgentes, como saúde, educação e infraestrutura.

Embora seja uma comemoração para o município, a população não parece muito satisfeita com a quantia exorbitante que irá ser retirada dos cofres públicos para a festa. “É um absurdo ver tanto dinheiro sendo gasto em festas enquanto nossa cidade enfrenta tantos problemas. As escolas estão precisando de reformas e os postos de saúde carecem de medicamentos e profissionais. Esse dinheiro poderia ser muito melhor utilizado”, criticou um morador.

A contratação sem licitação também gerou desconfiança. “A falta de transparência nesse processo é preocupante. Precisamos de uma administração que priorize as necessidades reais da população e não o entretenimento”, disse um vereador da oposição.

O anúncio do prefeito de gastar R$ 420 mil em shows para o aniversário da cidade tem se mostrado uma decisão controversa, com muitos questionando as prioridades e a gestão dos recursos públicos.


Siga-nos no Google News Portal CM7