Brasília Amapá |
Manaus

MPF inicia investigação em áreas de Apuí e Careiro Castanho

Compartilhe

Amazonas – O Ministério Público Federal (MPF) anunciou que vai investigar possíveis irregularidades no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) relacionadas aos processos de matrículas e cadastros do Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) em áreas remanescentes do Seringal Buiuçu, localizado em Apuí.

As áreas sob escrutínio abrangem a Fazenda Rio das Lontras, Fazenda Esplendor, Fazenda Aroeira e o imóvel Seringal Buiuçu.

Além disso, serão examinados os lotes ocupados pela Associação Rural Arco Íris, situados na gleba Mamori, em Careiro Castanho.

A instauração do Inquérito Civil em Apuí e do Procedimento Administrativo em Careiro Castanho foi formalizada e publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, 29 de fevereiro.

Essa iniciativa visa esclarecer possíveis irregularidades e assegurar a regularidade dos processos relacionados à gestão fundiária nessas áreas.

O MPF reforça seu compromisso em garantir a transparência e a legalidade na administração das terras, promovendo assim a justiça social e a proteção dos direitos dos cidadãos.

Veja documento 


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7