Brasília Amapá |
Manaus

Maria do Carmo questiona privilégios políticos de deputados e ex-governadores: “policial é para estar na rua”; veja vídeo

Compartilhe
Maria do Carmo questiona privilégios políticos de deputados e ex-governadores: "policial é para estar na rua"; veja vídeo

Manaus – Maria do Carmo Seffair (Novo), pré-candidata à prefeitura de Manaus, provocou uma reflexão sobre os privilégios concedidos aos políticos em relação à segurança pública. Em um vídeo compartilhado em suas redes sociais nesta segunda-feira (20/5), Maria do Carmo criticou a recente decisão da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que retirou o direito do prefeito David Almeida, ex-governador interino, de ter policiais militares à sua disposição para segurança pessoal.

“Aprovaram uma lei aqui no Amazonas que retira a segurança feita por policiais de ex-governadores interinos, aqueles que não foram eleitos, mas assumem caso o governador seja afastado do cargo. Pois bem, a lei retirou o benefício apenas para os interinos, ou melhor, para um interino do Amazonas que se beneficiava da medida, que aliás foi feita por ele mesmo durante seu mandato. Agora, os ex-governadores eleitos ainda mantêm esse privilégio, assim como os deputados estaduais”, destacou Maria do Carmo.

Ela questionou o motivo de a mudança na lei não ter sido estendida para os demais ex-governadores e deputados estaduais, considerando que cerca de 200 policiais estão alocados para atender às demandas da Aleam e dos políticos, em vez de estarem nas ruas garantindo a segurança da população.

“Ora, na minha opinião, o policial é para estar na rua, cuidando da segurança pública e combatendo a criminalidade. Já pensaram quantos policiais a menos nós temos a serviço da população aqui da cidade de Manaus, porque estão à disposição de políticos? Nós somos a terceira capital mais violenta do país, a 21ª do mundo, e ver uma viatura nas ruas hoje é quase uma raridade”, ressaltou a pré-candidata.

Mudança na lei

Foi aprovado na última quarta-feira (15), por maioria, na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei n° 1237/2023, proposto pelo deputado estadual Felipe Souza (PDR), que visa alterar a Lei Estadual n° 4.733/2018, que garantia aos ex-governadores o uso de uma equipe de segurança e apoio pessoal concedido pelo Estado.

Com a aprovação e alteração do PL, o prefeito de Manaus, David Almeida, foi o único atingido nesse momento, já que exerceu o cargo de governador interinamente, em 2017, com a cassação do ex-governador José Melo e seu vice, Henrique Oliveira.

Almeida era presidente da Assembleia Legislativa e assumiu o cargo até a eleição suplementar. Com a mudança do PL ele perde o direito de usufruir da equipe de segurança e apoio pessoal.

Leia também:


David Almeida desafia Roberto Cidade a devolver os mais de 200 policiais à disposição dos deputados na ALEAM; veja vídeo
Prefeito David Almeida desafia equipe da Semulsp a manter Manaus como a mais limpa do Brasil
David Almeida desafia Wilson Lima a superá-lo no pagamento do abono a professores da Seduc
David Almeida desafia Amazonino a falar na CPI da Saúde, na Assembleia Legislativa


Siga-nos no Google News Portal CM7