Brasília Amapá |
Manaus

Decisão judicial suspende Convenção Partidária e abre espaço para retorno de Wilson Lima ao controle do União Brasil

Compartilhe
Decisão judicial suspende Convenção Partidária e abre espaço para retorno de Wilson Lima ao controle do União Brasil

Amazonas – Em uma reviravolta política, o juiz José Renier da Silva Guimarães, da 5ª Vara Cível e de Acidentes de Trabalho, concedeu uma tutela de urgência solicitada por parlamentares e membros do partido União Brasil, suspendendo os efeitos da Convenção Partidária realizada no dia 26 de abril. A convenção havia sido convocada pela Comissão Instituidora Provisória liderada por Pauderney Avelino, ex-deputado federal e atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado. Com essa decisão, abre-se espaço para que o governador Wilson Lima recupere o controle da legenda, em acordo com a Direção Nacional.

A ação liderada por Pauderney visava retirar parlamentares e prefeitos do interior do comando do Diretório Estadual e dos Diretórios Municipais do União Brasil. No entanto, a decisão judicial proferida hoje suspende o registro dessa nova liderança no Sistema de Gerenciamento de Gestão Partidária, bem como todos os direitos relacionados ao exercício dos cargos eletivos preenchidos durante a Convenção, incluindo a movimentação das contas bancárias do partido.

O descumprimento da decisão acarretará em uma multa diária de R$ 5 mil, com limite de 10 dias. Pauderney e seus aliados têm 15 dias para se manifestarem, já que não optaram pela conciliação.

Confira abaixo o trecho principal da decisão proferida pelo juiz José Renier da Silva Guimarães:


Siga-nos no Google News Portal CM7