Brasília Amapá |
Manaus

“Cagado de medo”: Prefeito Mário Abrahim dá aula de velocidade e foge de professores em Itacoatiara; veja vídeo

Compartilhe

Amazonas – Foi durante a abertura do ano legislativo na Câmara Municipal de Itacoatiara, uma cena de indignação e revolta marcou a manifestação dos professores das diversas escolas da cidade.

Em frente à sede da câmara, os educadores se reuniram em um clamor por direitos básicos: reajuste salarial, cumprimento da data-base, e o pagamento adequado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

Entretanto, o prefeito de Itacoatiara, Mário Abrahim, optou pela fuga e ignorou as demandas ao entrar pela porta dos fundos da câmara, evitando qualquer contato com os professores.

A denúncia é grave e demonstra a negligência e o descaso da administração municipal para com a educação e seus profissionais.

Um montante significativo, aproximadamente R$ 112.101.957,92 destinado ao pagamento do FUNDEB, não foi repassado aos servidores municipais, o que representa uma quebra de confiança e um desrespeito aos direitos trabalhistas dos professores.

Os professores e os pais de alunos em geral estão indignadas com o descaso demonstrado pelas autoridades responsáveis. Além disso, o não pagamento do piso nacional dos professores em 2023 e o descumprimento da data-base são evidências claras da má gestão e da falta de compromisso com a valorização dos profissionais da educação.

Outro ponto alarmante é a demissão em massa de aproximadamente 1.360 cargos da Secretaria de Educação, ocorrida em 3 de janeiro deste ano.

Essa ação não só prejudicou o funcionamento das escolas, mas também revela falhas na política de contratação de servidores temporários, evidenciando a ineficiência da administração municipal.

É inadmissível que os educadores, que desempenham um papel fundamental na formação das futuras gerações, sejam tratados com desrespeito e negligência.

Veja vídeo

Siga-nos no Google News Portal CM7