Brasília Amapá |
Manaus

Boulos apaga postagem após citar aumento de renda dos mais pobres na gestão de Bolsonaro

Compartilhe
Boulos apaga postagem após citar aumento de renda dos mais pobres na gestão de Bolsonaro

Brasil – O deputado federal e pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos (PSol-SP), gerou polêmica ao apagar uma publicação em uma rede social, na qual citava um aumento na renda da população mais pobre durante o período que abrange a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), entre 2017 e 2022. A postagem foi baseada em uma nota técnica divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

A análise da FGV indicou que a renda dos super-ricos, representando 0,01% da população brasileira, teve um crescimento três vezes maior do que a renda de 95% dos brasileiros. O conteúdo da postagem foi apagado por Boulos após a repercussão negativa nas redes sociais.

A atitude do político foi alvo de críticas, com usuários questionando sua postura e até mesmo sua candidatura à Prefeitura de São Paulo. Comentários como “E pensar que esse senhor quer ser prefeito da maior cidade do país” e “Fica a pergunta: hater ou fã?” refletiram a desaprovação de parte da população em relação à abordagem de Boulos sobre a questão.

Guilherme Boulos é pré-candidato à prefeitura paulista e terá a ex-prefeita Marta Suplicy como vice em sua chapa. As eleições municipais de 2024 estão marcadas para 6 de outubro, e a disputa pela Prefeitura de São Paulo já se mostra acirrada. Até o momento, Boulos e o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB-SP) são apontados como principais concorrentes.

Outros nomes, como os deputados federais Ricardo Salles (PL-SP), Tabata Amaral (PSB-SP) e Kim Kataguiri (União Brasil-SP), também são indicados como potenciais candidatos à prefeitura paulista. Ricardo Nunes espera o apoio de Jair Bolsonaro, enquanto Boulos conta com o respaldo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


Siga-nos no Google News Portal CM7