Manaus 32º
sexta-feira - 20 de agosto de 2021

Bolsonaro pode antecipar o auxílio-gás para setembro; saiba mais

Compartilhe

Brasil – De acordo com informações do Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro estuda a possibilidade de antecipar o auxílio-gás para famílias carentes para setembro.

Isso porque a ideia inicial era ter o anúncio do lançamento do vale-gás em outubro, para que fosse iniciado junto com o novo programa social, o Auxílio Brasil, programa este que vai substituir o atual Bolsa Família.

No entanto, com o aumento da inflação sobre o preço do botijão de gás, o presidente foi aconselhado por aliados a antecipar a ajuda para as famílias inscritas no Cadastro Único do governo federal.

A proposta do benefício é que as famílias carentes recebam, por meio de um cartão, um valor bimestral de cerca de R$ 120 para a compra do botijão de gás.

Com isso, o impacto calculado pelo governo federal é de R$ 3 bilhões.

Este novo benefício tem sido estruturado pelo Ministério de Minas e Emergia, e se espera que a iniciativa seja custeada por programas de incentivo de energia limpa da Petrobras.

Antes de definir a criação do vale-gás, o presidente chegou a cogitar a entrega de um botijão de gás bimestral a cada família carente inscrita no Cadastro Social, porém, o alto custo com logística, levou o governo federal a preferir o depósito do valor.

O presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, confirmou no início deste mês a existência de estudos para a criação de um vale-gás destinado aos beneficiários do programa Bolsa Família:

“Nós participamos dessa discussão junto com o governo, mas o tema está sendo conduzido pelo MME (Ministério de Minas e Energia). Temos atividade e responsabilidade social dentro da empresa, mas não somos o ator principal na condução desse processo”.

Com informações CNN Brasil 

Vitória Supermercados