Manaus 32º
sexta-feira - 7 de janeiro de 2022

Vulgo ‘linda e perigosa’, que desfilava com fuzil, quebra as duas pernas tentando fugir da polícia

Compartilhe

Brasil – Thalita Silva Teixeira, de 19 anos, foi presa em Belford Roxo na última terça-feira (4). A “Gata do 157”, como é conhecida a criminosa, fraturou as duas pernas ao tentar pular um muro para empreender a fuga. Segundo a Polícia Civil, ela está envolvida em cometer diversos assaltos com fuzil nos bairros de Itaipu e Shangrilá.

Thalita chegou a ser reconhecida como uma assaltante que, portando um fuzil, na garupa de uma moto, realizou subsequentes roubos na madrugada de segunda-feira (3), levando os pertences de pelo menos cinco vítimas.

Em função de sua atuação criminosa em práticas como esta, ela ganhou a alcunha de “Gata do 157”, em referência ao artigo do código penal que tipifica o crime de roubo. De acordo com as investigações, a criminosa se aproveita de sua aparência física para atrair possíveis vítimas, maioria homens, a serem assaltadas pelos demais membros da quadrilha dentre os quais estaria o namorado da jovem.

Até então, a jovem não possuía passagem pela Polícia. Contudo, informações colhidas pelos investigadores apontam que ela esteve envolvida com um notório miliciano da região, com quem tem um filho de quatro anos.

Após o término da relação, Thalita começou a se relacionar com seu atual companheiro, elemento ligado ao tráfico de drogas na localidade. Este, identificado como Luan Nascimento Duarte da Silva, de 18 anos, está foragido desde o último dia 29, quando teve sua prisão temporária decretada pelo plantão judicial. Outros dois membros da quadrilha também tiveram suas prisões decretadas na ocasião, o cunhado da jovem, Darlan Nascimento Duarte Silva, e Fabiano da Hora.

Além de serem suspeitos de pelo menos quatro roubos investigados pela 54ª DP (Belford Roxo), o trio composto por Luan, Darlan e Fabiano, também é acusado de outros crimes, como estupro e estupro de vulnerável, homicídio e tentativa de homicídio. Segundo a Polícia Civil, em alguns casos os criminosos chegavam a violentar as vítimas mulheres, como aconteceu com uma mãe e sua filha, de apenas 13 anos.

Linda e perigosa: jovem seduzia as vítimas para assalto com sua beleza exuberante

Vitória Supermercados