Manaus 32º
sábado - 11 de junho de 2022

SSP-AM irá apurar denúncia de tortura contra homem preso por envolvimento no caso de jornalista e indigenista

Compartilhe

Polícia – Após circular a informação de que Amarildo da Costa Oliveira, vulgo Pelado, preso suspeito de envolvimento no desaparecimento do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, ter sido torturado pela polícia, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), emitiu uma nota informando que está apurando os relatos da denúncia sobre a suposta agressão.

Em depoimento, ‘ pelado’ disse que agentes o asfixiaram pondo uma sacola em sua cabeça fazendo com que ele perdesse a consciência, além de terem pisado nas suas pernas. A polícia nega.

Amarildo foi preso em uma operação que buscava encontrar o indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips, que desapareceram no Vale do Javari, em Atalaia do Norte.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que os relatos de suposta agressão serão devidamente apurados.

Salienta, ainda, que todas as ações do sistema de segurança do Amazonas são pautadas pela legalidade e que não compactua com desvios de conduta.

Vitória Supermercados