Manaus 32º
sexta-feira - 15 de abril de 2022

Repórter da Globo esfaque4do segue internado em estado grave de saúde; veja vídeo

Compartilhe

Brasil – A Polícia do Distrito Federal (PCDF) apreendeu na tarde desta sexta-feira (15), um dos suspeitos de esfaquear o jornalista Gabriel Luiz, de 29 anos, da TV Globo Brasília. Segundo fontes da polícia, o suspeito é um menor de idade. O segundo suspeito foi identificado e deve ser preso a qualquer momento. Principal linha de investigação da polícia é tentativa de roubo.

O repórter da TV Globo Brasília foi esfaqueado por dois homens, em um estacionamento próximo de casa, no Sudoeste, na noite de quinta (14). Ele teve perfurações em diversas partes do corpo e está internado em um hospital particular da capital.

O caso é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia, no Cruzeiro. A corporação apura as hipóteses de tentativa de latrocínio ou tentativa de homicídio, mas não descarta outras possibilidades.

Entenda o caso:

O jornalista Gabriel Luiz, de 28 anos, repórter da TV Globo em Brasília, foi esfaqueado na noite de quinta-feira (14), no estacionamento perto da casa dele no Sudoeste, no Distrito Federal. Ele foi atingido por diversos golpes e internado em estado grave, mas estável, no Hospital de Base do DF (HBDF).

Câmeras de segurança registraram a aproximação dos suspeitos. As imagens mostram, primeiro, o jornalista passando pelo local. Um suspeito aparece logo em seguida e outro, atrás. Mais à frente, a dupla atacou Gabriel. Em seguida, os dois saíram correndo em fuga. A Polícia Civil apura a motivação do crime.

O porteiro do prédio do jornalista informou que ele disse que estava saindo em direção a um comércio próximo. Gabriel foi atingido no pescoço, no abdômen, no tórax e na perna. Ele foi socorrido após pedir ajuda a vizinhos e deu entrada no HBDF consciente.

Nesta sexta (15), parentes de Gabriel informaram que ele passou por cirurgias durante a madrugada e que os médicos conseguiram interromper todas as hemorragias. Nas primeiras horas da manhã, ele passou por mais uma operação, na mão.

O caso está sendo investigado pela 3ª Delegacia de Polícia, no Cruzeiro. O delegado-chefe adjunto, Douglas Fernandes, explicou que a investigação não descarta nenhuma hipótese.

Peritos da Polícia Civil fizeram análises no local do ataque e no apartamento do jovem.

“Nem a possibilidade de tentativa de homicídio nem de roubo está descartado. O celular dele não foi encontrado, mas ainda não descartamos nenhuma linha de investigação. Por enquanto, o que sabemos, é que há esses dois homens suspeitos”, explica o delegado.

Veja vídeo:

*Com informações G1

Vitória Supermercados