Manaus 32º
segunda-feira - 26 de setembro de 2022

Polícias batem recorde de apreensão de drogas e tiram de circulação mais de 20 toneladas de entorpecentes

Compartilhe

Manaus – De janeiro até agosto, as forças de Segurança Pública do Amazonas apreenderam 20,5 toneladas de entorpecentes durante operações de combate ao tráfico de drogas no estado. O volume é recorde para o período e representa um crescimento de 3% na comparação com o ano passado, conforme dados preliminares da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

Os números refletem a produtividade da Polícia Militar, Polícia Civil e SSP-AM, que possui uma unidade operacional dedicada às operações. A maior parte das apreensões ocorreu no interior do estado, onde houve reforço de operações policiais como a Fronteira mais Segura, além de investimentos em novas estruturas para operações fluviais, como a Base Arpão, a implantação da frota de lanchas blindadas, além de mais armamentos.

“As grandes apreensões vêm dos nossos rios. O Amazonas faz fronteira com os principais produtores de entorpecentes que são Colômbia e Peru, e nós, há mais ou menos seis anos, estamos combatendo diretamente essa entrada da droga aqui. É preciso que a gente tenha uma ideia do que é o mundo do tráfico no Amazonas porque é uma forma de ‘trabalhar’ muito diferente”, explicou a diretora do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil do Amazonas, delegada Tamara Cunha.

Conforme a diretora do Denarc, o foco das equipes na capital é combater o chamado “tráfico doméstico”, alimentado pela produção que vem de fora.

“O dinheiro oriundo do tráfico de drogas fortalece as organizações criminosas com a compra de armas, com o recrutamento de pessoas, então todo esse trabalho que é muito mais complexo o Denarc atua. É justamente na repressão dessas grandes quantidades, grandes carregamentos, que o Denarc tem logrado êxito”, disse a delegada Tamara Cunha.



Vitória Supermercados