Brasília Amapá |
Manaus

Pai e filho são presos em flagrante por manipulação de chumbo em fábrica clandestina em Manaus

Compartilhe

Manaus – Lindolfo Cavalcanti de Almeida, de 55 anos, e Matheus Cavalcanti, de 22, foram presos em flagrante no final da tarde desta sexta-feira (9) por fabricação de chumbo ilegal no Monte das Oliveiras, localizado na zona Norte de Manaus.

Segundo informações preliminares, os suspeitos estariam utilizando cabeças de munição, possivelmente fornecidas por stands de tiro do AM, para fazer a popular “chumbada” em um galpão improvisado.

O Batalhão Ambiental recebeu a denúncia de moradores da área que identificaram a produção ilegal do material que é altamente contaminante.

Na ocasião, foram apreendidos cerca de 300 kg de chumbo ilegal em sacas.

Informações preliminares apontam ainda que muitos empresários de Manaus estariam comprando o material ilegal dos suspeitos pelo baixo custo e não burocracia.

“Chumbada”

Chumbada (designação coloquial de peso de pesca) é um equipamento de pesca, é um peso usado em conjunto com uma isca de pesca e anzol para aumentar sua taxa de afundamento, capacidade de ancoragem e/ou distância de lançamento.

A produção de “chumbada” em áreas não autorizadas é considerado crime ambiental. O chumbo como outros metais pesados, pode contaminar grandes áreas, causando poluição e desequilíbrio ao meio ambiente, afetando diretamente a fauna e a flora da região, este fato também é previsto e consta na Lei de Crimes Ambientais nº 9.605, nos respectivos artigos: Art. 33.

Também é considerado crime ambiental produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou usar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas. Pena: reclusão, de um a quatro anos e multa”, conforme consta no artg 56.


Siga-nos no Google News Portal CM7