Brasília Amapá |
Manaus

Mulher encomenda m0rte do marido, mas esquece de desligar câmeras de segurança; veja vídeo

Compartilhe
Mulher encomenda m0rte do marido, mas esquece de desligar câmeras de segurança; veja vídeo

Brasil – Um caso chocante de traição e crime veio à tona na tranquila cidade de Luís Eduardo Magalhães, localizada no extremo oeste da Bahia. Angélica Vinícios, aparentemente parte de um casal unido, tramou meticulosamente o assassinato de seu próprio marido, José Vicente de Cerqueira Sena. No entanto, sua tentativa de escapar impune foi desvendada pelas câmeras de segurança de sua própria casa, resultando em sua prisão.

Veja vídeo:

A tragédia ocorreu na última quarta-feira (6), quando a violência invadiu a residência do casal. De acordo com informações, os constantes desentendimentos entre Angélica e José eram alimentados por uma dívida que pairava sobre eles. Incapaz de resolver os conflitos de forma pacífica, Angélica elaborou um plano perverso para eliminar seu marido.

Sua estratégia envolveu a contratação de um criminoso para se passar por assaltante e assassinar José. Em seu primeiro depoimento às autoridades, Angélica relatou que a residência havia sido invadida por um bandido desconhecido que tirou a vida de seu marido. No entanto, sua tentativa de enganar a polícia foi rapidamente desmascarada.

As imagens das câmeras de segurança da residência revelaram toda a trama. O vídeo mostra o assassino, com o rosto coberto por uma camiseta vermelha, entrando na casa logo após Angélica retirar o carro da garagem. O homem aguarda pacientemente até que Angélica saia do veículo e, em seguida, indica o paradeiro de José, que estava tomando banho naquele momento.

Apesar dos esforços para salvar a vida de José, ele não resistiu aos ferimentos e foi levado a um hospital da região, onde faleceu.

Ao chegar à cena do crime, os policiais começaram a desconfiar da versão apresentada por Angélica. Ela foi levada para prestar depoimento e entregou as gravações das câmeras de segurança, acreditando que havia eliminado qualquer evidência comprometedora.

No entanto, os investigadores descobriram que Angélica havia cortado os cabos das câmeras na tentativa de apagar as imagens, mas todo o registro da ação criminosa estava salvo no aparelho.

Submetida a novo interrogatório, Angélica mudou sua versão e afirmou que agiu em legítima defesa, alegando que José a havia ameaçado de morte devido a uma dívida que ambos compartilhavam.

Atualmente, Angélica permanece sob custódia da polícia, enquanto as investigações continuam no sentido de identificar os outros envolvidos no assassinato. As autoridades buscam descobrir a identidade do assassino e de seu cúmplice, com a esperança de lançar luz sobre todos os detalhes desse crime chocante que abalou a comunidade de Luís Eduardo Magalhães.


...........

Siga-nos no Google News Portal CM7