Manaus 29º
quinta-feira - 26 de maio de 2022

Ex-marido da servidora do TRT também foi encontrado morto dentro de casa, em Manaus

Compartilhe

Manaus – O caso da morte da servidora do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), Silvaneide Veiga, segue cercado de mistérios. Quanto mais as investigações se avançam, mais segredos são retirados debaixo do tapete. Desta vez, foi revelado que a servidora teria registrado um Boletim de Ocorrência (BO), alegando que teria encontrado o ex-marido morto dentro de casa.

O caso veio à tona após três anos devido a repercussão do cruel assassinato da servidora. Em 2019, Silvaneide teria encontrado o ex-marido, Alírio Delgado Miranda, morto dentro da casa onde ele morava no bairro Lírio do Vale, zona Oeste de Manaus.

Silvaneide e Alírio não estavam mais casados, mas ele era o pai da nutricionista Stephanie Veiga, que na época morava com a mãe no condomínio Gran Vista, localizado no bairro Ponta Negra, zona Oeste da capital. O lugar é o mesmo onde Stephanie encontrou a mãe morta.

O Portal e TV CM7 Brasil aguarda mais informações da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), sobre qual teria sido a causa da morte do ex-marido da servidora.

Relembre o caso 

A servidora pública federal, Silvanilde Ferreira Veiga, diretora da 15a Vara do Trabalho, em Manaus, foi assassinada na noite de sábado (21), dentro do apartamento onde morava, no condomínio Gran Vista, bairro Ponta Negra. O corpo foi encontrado pela própria filha, Stephanie Viega de Miranda, por volta de 22h30.

De acordo com o boletim de ocorrência (BO) da Polícia Civil, Stephanie mandou mensagens para o celular da mãe por volta de 22h. Como não houve qualquer resposta, entrou em contato com a portaria do prédio, que relatou que também não conseguia contato com Silvanilde via interfone.

“Ao chegar ao apartamento avistou a mãe estendida no chão, de bruços, deitada em uma poça de sangue. Tentou acionar o Samu, que só chegou ao apartamento às 23h06. A única coisa que sumiu do apartamento foi o telefone celular dela”, aponta o documento da polícia.

Um detalhe que chama atenção é de que não havia sinais de arrombamento na porta do apartamento, onde morava há mais de 10 anos. No apartamento também foi encontrada uma faca de inox.

De acordo com a polícia, as câmeras de segurança do prédio devem auxiliar na investigação do caso.

Leia mais: Servidora do TRT é assassinada no condomínio Gran Vista, na Ponta Negra

Servidora do TRT enviou mensagem de socorro para filha antes de ser assassinada

Mistério sobre o assassinato de servidora do TRT começa a ser desvendado

Filha e namorado prestam depoimento sobre caso de servidora assassinada: “Não consigo dormir e não consigo comer”

 

 

 

Vitória Supermercados