Brasília Amapá |
Manaus

Estelionato amoroso: mulher é investigada por embolsar R$ 300 mil de “namorado” idoso

Compartilhe

Brasil – Uma mulher identificada como Eliene Aparecida Brito, de 34 anos, é suspeita de “embolsar” aproximadamente R$ 300 mil do “namorado”, um servidor aposentado da Câmara dos Deputados, de 84 anos. Ela é investigada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) pelo crime de estelionato amoroso.

As investigações começaram após a família do aposentado registrar um boletim de ocorrência contra a mulher, na última sexta-feira (15/9), na Decrin, delegacia da PCDF especializada em crimes contra pessoa idosa.

A 2ª Vara de Família de Águas Claras deferiu o pedido dos três filhos do idoso para interditar o aposentado, após ele fazer transferências que somam R$ 190 mil para uma adolescente de 16 anos, que é filha de Eliene.

A Justiça do DF decidiu pela interdição do aposentado após os filhos dele apresentarem atestado médico psiquiátrico de sanidade mental e capacidade civil. De acordo com o documento, o idoso tem transtorno de personalidade paranoide e transtorno neurocognitivo maior ou demência.

Agora, qualquer ato relacionado ao patrimônio dele deverá ser feito com anuência de um dos herdeiros. O Ministério Público também se posicionou a favor da medida. Diante da situação de vulnerabilidade do aposentado.


Siga-nos no Google News Portal CM7