Brasília Amapá |
Manaus

Bandidos invadem campo de futebol e m4tam cri4nça e mulher em tentativa de ch4cina; veja vídeos

Compartilhe

Brasil – Nove crianças e adolescentes, com idades de 8 a 16 anos, foram baleados durante um ataque a tiros Areninha do Jardim Violeta, um campo de futebol no Bairro Barroso, em Fortaleza, na noite da última sexta-feira (21). Duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime.

Segundo testemunhas, dois veículos chegaram ao local e os ocupantes atiraram contra as pessoas que estavam na arquibancada. Durante a ação, uma criança de 10 anos e uma mulher, de 48 anos, morreram no local.

Veja vídeos:

Os oito feridos foram encaminhados ao Hospital Instituto Dr. José Frota (IJF). São três meninas, com 11, 13 e 16 anos; e cinco meninos, com 8, 9, 10, 15 e 16 anos.

O governador do Ceará, Elmano de Freitas, divulgou um vídeo se solidarizando com as vítimas da violência e afirmou que vai reforçar a segurança. Ele cogitou também pedir apoio das forças nacionais.

Ainda conforme o hospital, o menino de 8 anos foi atingido na cabeça e está internado na UTI. Outros dois foram submetidos a cirurgias de emergência e os demais estão sendo acompanhados pelas equipes clínicas e cirúrgicas do hospital.

Equipes da Polícia Militar, da Polícia Civil e dos setores da inteligência investigam o caso. A Secretaria da Segurança afirma que agentes realizam buscas na área para tentar encontrar os responsáveis pelo crime.

Também na noite de sexta-feira, em outro caso de violência em Fortaleza, um entregador de 23 anos e um cliente foram mortos durante um ataque a tiros em uma pizzaria, no Bairro Mondubim. O crime foi flagrado por câmeras de segurança.

Apoio federal na segurança

O governador Elmano de Freitas divulgou um vídeo se solidarizando com as vítimas da violência no estado. Na mesma noite, um entregador e o cliente de uma pizzaria foram assassinados a tiros em Fortaleza.

Elmano de Freitas acrescentou que entrou em contato com o ministro Ricardo Lewandowski e cogita pedir apoio do Governo Federal. “Se necessário, não hesitarei em solicitar reforço de apoio federal nessa missão. Inclusive liguei há pouco para o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, relatando a situação.”

Conforme o governador, o aumento da violência é uma reação das facções criminosas pelo reforço ao combate à criminalidade. “Isso ocorre na sequência da intensificação do combate ao crime que temos realizado e do anúncio de novas e mais duras medidas de enfrentamento às organizações criminosas”, afirmou.

* Com informações do G1


Siga-nos no Google News Portal CM7