Brasília Amapá |
Manaus

Crime reais: garotas esf4queiam a própria amiga em ritual para agradar o “Slender Man”; veja video

Compartilhe
Crime reais: garotas esf4queiam a própria amiga em ritual para agradar o "Slender Man"; veja video

Mundo – Em 30 de maio de 2014, na pacata cidade de Waukesha, Wisconsin, Estados Unidos, uma história macabra chocou o mundo e trouxe à tona os perigos da mistura entre lendas urbanas e a realidade. Duas meninas de 12 anos, Morgan Geyser e Anissa Weier, esfaquearam sua amiga Payton Leutner 19 vezes em um ritual perturbador para agradar uma figura fictícia conhecida como Slender Man.

A Lenda de Slender Man

Slender Man é uma figura de terror que nasceu nas profundezas da internet em 2009. Criado por Eric Knudsen durante uma competição de temáticas paranormais, o personagem é descrito como uma entidade extremamente alta, magra e sem rosto, com a habilidade de esticar seus braços e transformar seus dedos em tentáculos. Inicialmente, Slender Man apareceu em fotos manipuladas em preto e branco, onde ele podia ser visto ao fundo, observando crianças.

 

Rapidamente, a imagem e a lenda de Slender Man se espalharam pela internet, alimentando a imaginação de muitas pessoas e transformando-se em uma das mais famosas creepypastas (histórias de terror da internet). Relatos fictícios e contos assustadores descrevem Slender Man como um predador de crianças, que se esconde em florestas e observa suas vítimas antes de capturá-las, matá-las ou levá-las para uma “outra dimensão”.

A Obsessão Mortal

Morgan Geyser e Anissa Weier se conheceram na escola e, pouco depois, formaram um trio inseparável com Payton Leutner. No entanto, Morgan e Anissa desenvolveram uma obsessão pelo Slender Man, acreditando piamente que ele era real e que poderiam provar sua lealdade a ele através de um sacrifício. Payton, ainda que assustada, acompanhava as amigas em suas fantasias.

Na manhã do dia 31 de maio de 2014, durante um passeio em um bosque para comemorar o aniversário de Payton, o plano mortal foi executado. Morgan esfaqueou Payton 19 vezes nos braços, pernas, peito e abdômen, sob o olhar de Anissa. Após o ataque brutal, as duas meninas deixaram Payton para morrer e começaram a caminhar em direção à Floresta Nacional Nicolet, onde acreditavam que a mansão de Slender Man estava localizada.

Payton, em um ato de incrível força e determinação, conseguiu se rastejar até a beira de uma estrada, onde foi encontrada por um ciclista que chamou socorro. Ela foi levada às pressas para o hospital, onde sua vida foi salva após horas de cirurgia.

As Consequências Legais

Morgan e Anissa foram encontradas e presas no mesmo dia. Durante os interrogatórios, ambas afirmaram que o Slender Man havia exigido o sacrifício e que, caso não obedecessem, suas famílias estariam em perigo. O plano havia sido elaborado meses antes do ataque, com a crença de que, após o sacrifício, elas seriam acolhidas pelo Slender Man em sua mansão.

O julgamento das meninas chamou a atenção da mídia e do público para os riscos das influências digitais e das crenças distorcidas. Em dezembro de 2017, Anissa foi condenada a 25 anos em um hospital psiquiátrico, após se declarar culpada de cúmplice de homicídio doloso em segundo grau. Morgan, por sua vez, foi diagnosticada com esquizofrenia precoce e recebeu uma condenação de 40 anos em um hospital psiquiátrico em fevereiro de 2018, após se declarar culpada de tentativa de homicídio doloso em primeiro grau, alegando insanidade mental.

 


Siga-nos no Google News Portal CM7