Brasília Amapá |
Manaus

Chifre hereditário: mulher flagra marido e mãe na cama e descobre algo mais chocante ainda

Compartilhe

Mundo – Uma mulher descobriu que seu marido e sua mãe mantém um caso há 22 anos. Segundo o jornal “Mirror”, ela contou que seus irmãos gêmeos inclusive são filhos biológicos de seu marido.

Em um relacionamento há 34 anos, ela conheceu seu marido aos 15 anos na escola. Aos 17 anos, a mulher engravidou e o casal começou a morar junto. Após o nascimento da filha mais velha, os dois se casaram e foram morar ao lado da casa dos pais, na fazenda de seu avô.

Apesar de classificar sua relação com o marido como um bom casamento, ela teve uma surpresa desagradável quando voltou de uma viagem. A mulher flagrou a mãe e o marido juntos em sua cama.

“Minha mãe gritou para eu sair do quarto ‘deles’, o que realmente me abalou ainda mais”, disse.

A situação piora, segundo a publicação. Sua filha estava no quarto ao lado e presenciou a cena da avó correndo nua pela casa após o flagra.

Com a descoberta da traição, ela pressionou o marido, que confessou que mantinha relações com a sogra desde os 18 anos.

“Perguntei a verdade a ele. Ele me disse que minha mãe o seduziu quando tínhamos 18 anos e morávamos na casa deles. Eles faziam sexo desprotegido pelo menos uma vez por mês há mais tempo do que éramos casados.”

Quando se deu conta, ela percebeu que seus irmãos poderiam ser filhos de seu marido. Após contar para seu pai sobre o caso dos dois, eles fizeram um teste de DNA nas crianças e descobriram que os irmãos gêmeos são filhos biológicos de seu marido. Arrasados, pai e filha decidiram vender a casa que moravam e expulsaram os dois de lá.

“Desnecessário dizer que podíamos ouvir minha mãe gritando de sua casa quando ele a confrontou. Meu pai a expulsou e agora ela está morando com minha irmã de 38 anos.”

“Como a casa ainda estava no nome do meu pai, meu marido não receberá dinheiro com a venda, nem minha mãe, pois os bens herdados não estão sujeitos a divisão em divórcios”, disse ela.

“Minha mãe também provavelmente não receberá nenhuma pensão alimentícia, já que nosso estado não é um estado de divórcio sem culpa”, acrescentou.

Após entender toda a história, ela disse que calculou as datas e percebeu que seu marido engravidou ela e a mãe com poucos dias de diferença.

“Eu desprezo meu ex com tudo que há dentro de mim agora, já que ele estava fazendo sexo com minha mãe e comigo em alguns casos, chegando à nossa cama minutos depois”, diz a mulher, segundo o jornal.

“Ele engravidou minha mãe menos de uma semana depois de me engravidar e, embora eu achasse tão fofo e divertido compartilhar uma experiência de gravidez com minha mãe, ela estava grávida dos meio-irmãos de meus filhos”, disse.

“Estou em terapia desde a primeira semana de janeiro. Ofereci isso para meus dois filhos adultos, se eles precisarem de terapia familiar com todos nós, mas estão fazendo terapia individual agora”, completou ela.


Siga-nos no Google News Portal CM7