Manaus 32º
terça-feira - 24 de maio de 2022

Policiais Civis do Amazonas organizam manifestação cobrando pagamento de escalonamento e promoções da classe

Compartilhe
Policiais Civis do Amazonas organizam manifestação pelo pagamento do escalonamento e promoções da classe

Amazonas – Policiais civis e escrivães marcaram para esta quarta-feira (25) uma manifestação cobrando o pagamento do escalonamento e promoções da classe prometidos pelo Governo do Estado.

As promessas foram feitas ainda em 2018. De acordo com um dos coordenadores da manifestação e ex-presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Amazonas (Sinpol/AM), James Figueiredo, o movimento vai se concentrar, a partir das 10h, em frente à sede da Delegacia-Geral, na avenida Pedro Teixeira, no bairro Alvorada, e seguir às 11h30 até o Palácio do Governo, no bairro da Compensa, zona centro-Oeste de Manaus.

Atualmente, de acordo com a corporação, existem mais de 1.600 agentes atuando em Distritos Integrados na capital e no interior. “Até agora, quase quatro anos depois, o governador não cumpriu a promessa”, afirmou Figueiredo.

O escalonamento é um direito previsto em lei e que não é pago aos policiais civis desde 2018. Na época, em reunião com a diretoria do Sinpol, Wilson Lima prometeu quitar o pagamento. Agora, pré-candidato à reeleição, o governador apresentou proposta de pagamento de uma quantia insuficiente aos policiais.

Ameaça da Paralização

A proposta foi recusada durante assembleia geral realizada no dia 17 deste mês, na sede do Sinpol, no bairro Petrópolis, zona centro sul, que reuniu mais de 500 policiais civis. Na reunião ficou acertado que o pagamento da última parcela do escalonamento é uma questão inegociável. Se o pagamento não for feito, haverá paralização de atendimentos nas delegacias na capital e no interior, afirmam os policiais. Os organizadores da manifestação disseram que o pagamento do escalonamento vai custar R$ 240 milhões aos cofres do governo do Amazonas.

 

Com informações via Portal do Parente/Zero Hora

Vitória Supermercados