Brasília Amapá |
Manaus

Moraes derruba decisão que obrigava SBT a pagar R$ 8 milhões a Rachel Sheherazade

Compartilhe

Brasil- Nesta quinta-feira (7), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, tomou uma decisão impactante ao derrubar a ação trabalhista apresentada por Rachel Sheherazade contra o SBT. Reconhecida por sua atuação como âncora do principal jornal da emissora durante quase uma década, Sheherazade acusou a empresa de Silvio Santos de práticas como assédio, fraude e censura.

Após sua demissão no final de 2020, a ex-participante do reality “A Fazenda” recorreu à Justiça buscando uma indenização trabalhista no valor inicial de R$ 20 milhões, posteriormente ajustada para R$ 8 milhões ao longo do processo. A defesa de Sheherazade alegou que sua contratação como pessoa jurídica tinha o intuito de burlar as leis trabalhistas, fiscais e previdenciárias.

A decisão de Moraes em primeira mão, reportada pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, foi clara: “Julgo procedente o pedido de forma que seja cassada a sentença impugnada e, desde logo, julgo improcedente a ação trabalhista em trâmite” no Tribunal Superior do Trabalho.

Adicionalmente, Rachel Sheherazade não receberá a indenização de R$ 500 mil por danos morais que pleiteava contra Silvio Santos, pois, durante o Troféu Imprensa de 2017, o apresentador argumentou que ela foi contratada “apenas para ler notícias e não para dar sua opinião”.

Siga-nos no Google News Portal CM7