Manaus 32º
domingo - 20 de fevereiro de 2022

Idosa de 69 anos tem casa invadida por sem-teto e PM ao invés de protegê-la, agride e prende proprietária

Compartilhe
Idosa de 69 anos tem casa invadida por sem-teto e PM ao invés de protegê-la, agride e prende proprietária

Brasil – A advogada paulista Flavia Ferronato narra um caso que causou revolta, tamanha a inversão de valores: sua mãe, uma senhora de 69 anos, teve o imóvel invadido por um grupo de pessoas sem-teto que acionaram a polícia militar e acabaram agredindo e prendendo a própria idosa dona do imóvel. O caso aconteceu em São Paula e viralizou nas redes sociais neste domingo (20/02).

Ferronato conta que seus pais tem uma casa antiga em uma avenida importante da cidade de São Paulo, que seria demolida na próxima semana por conta da estrutura. O local, porém, servia de dormitório para alguns funcionários da família que pernoitavam aos finais de semana na residência. Na última quinta-feira (17/02), porém, um grupo de sem-teto invadiu o imóvel e se apropriou dos quartos e pertences dos trabalhadores. A advogada conta que as invasões de sem-teto a imóveis da região se tornaram comuns na cidade, tendo gerando inúmeros transtornos e injustiças.

Início de algo bizarro

Ao perceber a invasão, um dos funcionários da família, preocupado com os pertences, chamou a Polícia Militar. Uma viatura foi ao local mas os policiais afirmaram que não podiam fazer nada, nem acompanhá-lo, porque na casa, o grupo de invasores tinha consigo crianças e idosos, e que essa era a orientação do comando.
Ameaças 

Na 5ª e 6ª feira a advogada relatou ter recebido telefonemas e mensagens dos invasores no WhatsApp falando que só iam sair de lá se a dona do imóvel conseguisse um apartamento para família de cada invasor.

Dificuldades

Ela afirma que a retirada dos invasores teria que ser via judicial, mas o Boletim de Ocorrência feito anteriormente não aparecia no sistema.
Inversão total de valores
 
No sábado (19/02), a mãe da advogada, uma idosa de 69 anos,  dirigiu-se à casa ao qual é proprietária para desmontar placas metálicas que estavam na fachada e que estavam correndo risco de desabar e voar.

Os invasores chamaram a polícia e quatro viaturas foram ao local. Os policiais mandaram os funcionários da família pararem com a retirada e saírem de lá. A Idosa de 69 anos se apresentou e falou que era a dona. Perguntou se eles tinham mandado para estarem fazendo aquilo. O tenente, no entanto, falou que “ele era o mandado”. A idosa retrucou e disse que não cumpririam ordem ilegal.

Revoltada, a idosa mesma pegou o martelo de borracha de um dos funcionários e começou ela prórpia a tirar as placas penduradas em frente de sua propriedade. Nesse momento, o tenente deu uma chave de braço na idosa de 69 anos e a algemou, jogando-a na viatura toda machucada. Tudo isso aconteceu com os sem-teto invasores ameaçando a dona do imóvel de morte na frente dos policiais, que nada fizeram.

Confira relato na íntegra:

Vitória Supermercados