Manaus 32º
terça-feira - 12 de março de 2019

Belém pode ter alagamentos ainda maiores na próxima semana

Compartilhe

É pouco provável que chuvas de forte intensidade atinjam a capital paraense novamente na próxima semana, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), mas isso não significa que os belenenses podem ficar despreocupados. A combinação de chuvas, mesmo que de baixa intensidade, com as marés altas que ocorrerão a partir da próxima terça-feira, 19, pode causar novos alagamentos na cidade.

A previsão, seguindo as Tábuas de Maré disponibilizadas pelo Centro de Hidrografia da Marinha, é que a alta da maré entre os dias 19 e 24 de março fique em torno de 3.5, com seu ápice na madrugada do dia 21 para o dia 22, às 00h09, quando atinge 3,7. De acordo com o diretor do Inmet na Região Norte, José Raimundo Sousa, apesar de os alagamentos da última segunda-feira, 11, não terem relação direta com a alta da maré, considerando que o ápice foi de 3,1 metros, o que não significaria uma ameaça de transtornos para a cidade, a combinação das chuvas da próxima semana, mesmo que de baixa intensidade, com marés consideradas acima do normal, pode, sim, causar novos alagamentos e possíveis complicações.

“A maré, com certeza, não causou o alagamento de ontem. Somente de 3,5 em diante é que a maré tapa os vasos comunicantes, como bueiros, o que interfere nos alagamentos. Isso não ocorreu nesta segunda-feira, mas pode ocorrer semana que vem, quando as marés ficam em torno de 3,5” explica o diretor, ao reforçar que “as chuvas de alta intensidade e bueiros já entupidos” são as responsáveis pelo alagamento ocorrido ontem, 12, na cidade.

Apesar de o Inmet ainda não ter feito as previsões para a semana do dia 19, José Raimundo acredita que as altas da maré no turno da manhã não devem coincidir com as chuvas, “mas de tarde para a noite com certeza deve coincidir, principalmente se chover depois de 18h, horário que a maré começa a encher”.

“A possibilidade de ter chuva todos os dias de tarde para a noite, entre os dias 19 e 24, é de 90%. Se chover cedo, a maré ainda está descendo, mas se a chover como está chovendo sempre, depois das 17h, 18h, vai contribuir diretamente com a maré que está enchendo e isso pode causar transtornos” detalha.

CHUVAS E ALAGAMENTOS DOS ÚLTIMOS DIAS

A chuva desta segunda-feira, 11, teve três momentos de pico: às 13h, quando registrou 22.2 milímetros; 29.2 milímetros por volta das 14h e 16.8 milímetros às 17h, totalizando 68.2 milímetros (68.2 litros de água para cada metro quadrado) em um intervalo de sete horas.

Segundo José Raimundo, essa quantidade pode ser considerada atípica, sendo a segunda maior do mês – a primeira foi a chuva que caiu da noite do dia 5 para a manhã do dia 6, com 84.7 milímetros. O acumulado do mês já está em 293mm, o que representa 70% do esperado para todo o mês de março, segundo a média dos últimos 30 anos em Belém, que é de 450 milímetros.

PREVISÃO PARA OS PRÓXIMOS DIAS

Com essas duas chuvas de alta intensidade já registradas no mês, o diretor aponta que “é pouco provável que uma chuva de volume significativo aconteça ainda nesta semana ou na próxima”.

“Pelo monitoramento que estamos fazendo, essa semana ainda tem muita chuva, mas todas de pouca intensidade. A partir de sábado e domingo vamos ter período de sol, que a gente não sabe se permanecem até dia 19, quando a maré aumenta. Mas é bem provável que realmente não haja chuvas com volumes significativos a partir do dia 19” conclui, acrescentando que “deve chegar, no máximo, a 30 milímetros por dia.

Vitória Supermercados